Polenta Brustolada com Cogumelo e Calabresa

Home / Entradas / Polenta Brustolada com Cogumelo e Calabresa

Como vocês puderam notar, o OBA Gastronomia esteve com problemas, que estão sendo resolvidos da melhor maneira possível. Dentro desta “reforma” forçada, resolvemos presentear nossos leitores com um visual novo para o site, mas este será um tema para matéria da Carolina Figueiredo, a responsável pela parte técnica e de design no OBA.

Polenta brustolada, a polenta grelhada ou assada, é um dos pratos mais apreciados no sul do Brasil.

A polenta de consistência bem firme, cortada em quadrados e passada em uma chapa de ferro no fogão a lenha é chamada de brustolada. Aparece muito em restaurantes do Rio Grande do Sul e tem, como toda polenta, origem italiana. Há quem faça para ela um recheio. Pode ser de queijo. A explicação é do chef Gabriel Lourenço, professor da Escola de Gastronomia UCS-Icif, uma parceria do Instituto Italiano de Culinária para Estrangeiros com a Universidade de Caxias do Sul (RS).

Cremosa, firme, frita, gratinada… ou brustolada, a polenta como conhecemos hoje (mistura de farinha de milho/fubá, água e sal) foi criada pelos italianos. No norte da Itália, era a base da alimentação antes mesmo do pão. Aparece na refeição em família, nos restaurantes simples e nos mais sofisticados. Está também nos botecos, em reconfortantes versões para recuperar qualquer exagero da boemia.

Trata-se, portanto, de uma fórmula praticamente sem segredo e, como diz o chef italiano Mauro Cingolani, da Escola de Gastronomia UCS-Icif, cada família, cada mãe, cada avó, tem seu jeito de preparar. “Muitas das grandes receitas nascem da sobra ou da tentativa e erro, não existe para a polenta brustolada nem para nenhuma outra polenta uma grande história”, diz Cingolani.

Com ou sem segredo, no preparo da bela polenta, considere:

• Para a massa ficar bem uniforme, lisinha, sem ‘caroços’, a dica é misturar o fubá à água fria antes de levar a mistura ao fogo; 
• A polenta cremosa tem mais água do que fubá em sua composição. É servida quente; 
• Com menos água, ganha consistência e pode ser cortada depois de esfriar, com faca ou barbante.

FONTE: Site da Cantina Villa Itália

A receita de hoje é uma sugestão para você usar como entrada. Uma mistura deliciosa de cogumelos com linguiça calabresa. Com  certeza, irá fazer sucesso abrindo uma refeição mais refinada.

INGREDIENTES

Fatias de polenta brustolada

80g de cogumelo Paris em fatias

10g de funghi porcini secchi

100g de linguiça calabresa, picada em pedaços pequenos

30g de mussarela de búfala

1 colher (sopa) de cebola picada

1 dente de alho picado

1 colher (sopa) de azeite de oliva extravirgem

Sal e pimenta-do-reino moída na hora à gosto

PREPARO

Hidrate o funghi porcini em água morna por meia hora. Pique bem e reserve a água.

Aqueça uma frigideira, coloque o azeite e frite a linguiça até dourar. Retire e reserve. Coloque a cebola e o alho e refogue por 1 minuto. Junte os cogumelos e a água do funghi. Deixe refogar até o líquido secar. Junte a linguiça, tempere com o sal e a pimenta e misture tudo muito bem.

Passe a mistura na polenta e coloque pedaços pequenos de queijo por cima. Leve ao forno pré-aquecido e deixe gratinar. Sirva imediatamente.

Uma receita para favoritar. Para constar sempre em seu repertório de cozinha. Provem e depois nos contem.

*Hoje podemos encontrar polenta pronta em supermercados e lojas gourmets, importada da Itália.

Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.
Comentário
pingbacks / trackbacks

Comente