Crème Brulèe de Abóbora – Caipira chic

O melhor Sanduíche de Pernil
4 de agosto de 2015
Omelete de Alho-Poró, Ervilhas e Tomate
6 de agosto de 2015
Mostrar todos

Crème Brulèe é uma das sobremesas mais famosa do mundo. Claro que hoje temos inúmeras opções dentro da Gastronomia moderna, mas este clássico nunca perde sua majestade. Onde quer que seja servido, sempre fará bonito e dará seu toque de sofisticação.

Crème brûlée (francês para “creme queimado”) ou leite-creme, é uma sobremesa feita com creme de leite, ovos, açúcar e baunilha, com uma crosta de açúcar queimado por um maçarico, deitando fogo a uma bebida alcoólica que se deita sobre o creme, ou com um ferro próprio. 

É geralmente servido gelado e em ramequins individuais. Além de baunilha, pode-se usar também chocolate, café, canela, coco, licores, ou outros saborizantes.

Brulée (pronuncia-se Brulê) é um termo usado para referir-se à pessoas com alto poder aquisitivo que possuem atitudes de menosprezo, sendo esnobes nos seus comentários e hábitos. A expressão foi originada da palavra francesa “Crème Brulée” por ser uma sobremesa notoriamente elitizada.

Franceses, espanhóis e ingleses disputam a origem do crème brûlée, mas a primeira referência histórica é francesa e se encontra no livro Nouveau cuisinier royal et bourgeois de François Massialot, publicado em 1691. A receita era então à base de gemas de ovos e leite, com uma pitada de farinha. Depois de cozido, segundo o cozinheiro de Filipe de Orléans, é preciso adicionar bastante açúcar por cima do creme, além do açúcar já contido, e queimar o creme, de modo que adquira uma bela cor dourada.

Na Grã-Bretanha, existe uma referência, de 1879, ao Trinity Cream ou Cambridge burnt cream. No Trinity College, Cambridge, o símbolo da universidade era marcado, com um ferro quente, sobre o açucar da cobertura.

Na Catalunha, a sobremesa é chamada de crema catalana e contém limão (ou laranja) e canela.Em Portugal chama-se leite creme. (Wikipedia)

Claro que uma sobremesa assim sugere muitas adaptações. Aqui no OBA Gastronomia, já sugerimos um Crème Brulèe de Maracujá, dando um sabor refrescante e tropical para esta delícia. Hoje eu trago esta sobremesa tão universal, mas com toques do interior brasileiro. A abóbora invade o território francês e vira a estrela deste creme.

Creme Brulèe de Abóbora

O doce que utilizei para preparar esta sobremesa é um dos mais marcantes da Gastronomia do interior brasileiro: Doce de Abóbora Apurada. É quase impossível que alguém não conheça este doce, tão entranhado está em nossa cultura.

Creme Brulèe de Abóbora 1

Esta sobremesa é perfeita para ser servida em um almoço onde a comida brasileira é protagonista. Caso você não encontre mini abóboras, prepare em ramequins normais. O importante é não deixar de experimentar.

 

Crème Brulèe de Abóbora

por 5 de agosto de 2015

Tempo de Preparo : 20 minutes. Tempo de Forno : 60 minutes Porções : 6 porções

Ingredientes

Modo de Preparo

Abra a fava de baunilha com uma faca afiada e raspe a polpa preta. Em uma panela, misture o leite, o creme de leite, a canela e a baunilha. Aqueça até levantar fervura. Adicione o Doce de Abóbora Apurada, mexa bem e deixe esfriar.

Bata a gema com o açúcar até começar a esbranquiçar. Misture ao creme e leve ao fogo novamente até ferver.

Corte a tampa das mini abóboras e raspe seu interior. Divida o creme entre as seis e coloque em uma forma. Despeje água até a metade das abóboras e leve ao forno preaquecido em 180° e deixe assar por 1 hora. Retire, deixe esfriar e leve ao refrigerador por 30 minutos.

Na hora de servir, polvilhe o açúcar cristal na superfície da cada creme e queime com maçarico. Sirva imediatamente.

Print
Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *