Quando era criança, morei com meus avós em Teixeira Soares, uma pequena cidade do interior do Paraná. Minha avó era uma cozinheira de mão cheia, coisa que parece ser inerente a avós. Raramente comíamos carne bovina. O cardápio girava em torno de galinhas caipiras, mortas, depenada, limpas por minha avó e carne suína, em todos os seus jeitões, desde o animal assado inteiro até o torresmo, na realidade a barriga do boi pururucada.

Viradinho de feijáo

A comida era toda preparada em um grande fogão a lenha, aceso desde o amanhecer e só desligado à noite. Ali, panelas e chaleiras ocupavam toda a chapa, sempre com alguma coisa em seus interiores, exalando o cheiro pela casa inteira. É incrível como passamos a dar valor a estas pequenas coisas somente depois que viram lembranças.

Os almoços de domingo eram invariáveis. Galinha e porco revezavam-se na mesa, dando espaço a uma posta vez por outra. Nos dias de semana, a carne de porco reinava quase que absoluta. Costelinhas e o torresmo eram presenças frequentes no cardápio, assim como o virado de feijão de minha avó. E que virado de feijão…Impossível esquecer.

Viradinho de feijão 1

Preparado lentamente, temperado à perfeição, úmido na medida, o virado de minha avó era o melhor do mundo, não tenho dúvidas disto. Este deve ser o verdadeiro sentido do “prato da boa lembrança“. Uma lembrança boa, de um tempo feliz, o mais feliz da vida de uma pessoa, a infância. Um piá descalço andando por banhados; caçando com estilingues; pegando carona na plataforma do trem até a estação mais próxima, para depois voltar a pé; caçando (e soltando) borboletas azuis com meu avô e chegando em casa com a comida esperando, sem nada de frescuras, simples e deliciosa, como avós e como o virado de feijão da minha. Inesquecível.

Virado de Feijão

Tempo de Preparo 10 minutes
Cook Time 10 minutes
Tempo Total 20 minutes
Porções 4 epssoas

Ingredientes

  • 3 xícaras Feijão cozido os grãos
  • 1 xícara ou mais, se preferir mais sequinho Farinha de milho em flocos
  • 1 unidade média Cebola picada
  • À gosto Cheiro-verde salsa e cebolinha
  • 3 colheres sopa Banha de porco (ou óleo de girassol)
  • À gosto Sal e pimenta-do-reino

Instruções

  1. Aqueça a banha em uma frigideira funda e refogue a cebola por 5 minutos. Adicione os grãos de feijão e o cheiro-verde, tempere com o sal e a pimenta e deixe cozinhar por 3 minutos. Junte a farinha de milho aos poucos, mexendo sem parar até obter uma farofa úmida. Retifique temperos e sirva acompanhada de torresmo, ovo frito e arroz branco.

Orlando Baumel

Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu