Pinhão em sua melhor forma

Cacau
27 de maio de 2011
Projeto Buscapé -Gastronomia para crianças
29 de maio de 2011
Mostrar todos

Simplicidade deliciosa.

Certos sabores ficam para sempre conosco.

Morei durante um pequeno período de minha vida em uma pequena cidade do interior do Paraná. Tive o privilégio de passar estes período com minha avó, a melhor cozinheira que conheci na vida. Comida de fogão à lenha; comida de verdade;comida sem culpa.

Quirera; torresmo; costeletas de porco; galinhas mortas, penduradas, depenadas e assadas aos domingos, fazendo par com a maionese caseira de ovos da própria. O melhor virado de feijão que lembro ter comido. Tudo feito sem pressa, desde manhã cedo as panelas passeando pela chapa do fogão, procurando o calor certo para o ponto certo.

Nos dias frios, muito frios, o fogão ficava ligado direto. Sem tréguas, sem descanso. Desde manhã até a noite. Quando a casa começava a esfriar de novo, o dia já estava claro. Mais lenha era colocada e tudo voltava ao seu aconchego.

Nestes dias  de inverno rigoroso, com a geada cobrindo tudo até a metade da manhã, o pinhão era jogado na chapa do fogão, virado várias vezes, até começar a estourar. Depois era retirado, colocado um por um em um tronco de madeira e batido com um martelo, até a casca soltar. Um salzinho e uma mordida. O bastante para ficar na lembrança durante uma vida.

Pinhão na chapa, bem assado e batido com martelo. Ou, uma panela de ferro (serve uma frigideira grossa), um dia frio e belos pinhões.

Juro para vocês, é  a melhor maneira de apreciar uma das melhores coisas que a natureza nos proporciona. Inesquecível.

 

Print Friendly, PDF & Email
Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: