Palmito de Palmeira Real

Panacota de Coco com pérolas de abacaxi, sorvete de chocolate branco ao rum e consome de abacaxi
Acontece em Novembro – Frescor e Sofisticação
15 de novembro de 2013
Creme de Aspargos
19 de novembro de 2013
Mostrar todos

Palmito é o “coração” comestível de certas espécies de palmeiras. De cor marfim, possui uma textura delicada e macia. Seu sabor é suave e característico. No Brasil, é grande a produção e exportação de palmitos. Você os encontra frescos ou em conservas.

Estive na região litorânea do Paraná, mais precisamente em Morretes e Antonina e foi com alegria que percebi o aumento na oferta do palmito proveniente da Palmeira Real, uma alternativa ao Pupunha, que ainda mantém a hegemonia no lugar. Estes palmitos você encontra sendo vendidos por pequenos produtores na beira da estrada, por um preço extremamente baixo.

Palmeira real

Este palmito possui um sabor mais próximo ao da Palmeira Juçara, hoje protegida por lei depois de anos de extrativismo descontrolado. Para saberem mais um pouco, selecionei este artigo da Internet, inclusive com dicas de curso para seu cultivo.

O palmito é um produto comestível, tenro, macio e com forma cilíndrica. Ele é extraído no interior da extremidade superior do estipe (caule) de algumas espécies de palmeiras. Apenas as do gênero,  Euterpe, porém, predominam nessa atividade extrativa, por serem mais saborosas.

O aproveitamento econômico do palmito, no Brasil, teve início na década de 30, mais precisamente nas regiões Sul e Sudeste. Inicialmente, as explorações se limitaram apenas à espécie Juçara, nativa da Mata Atlântica, que foi a responsável por colocar o Brasil na posição de maior produtor, consumidor e exportador de palmito do mundo. Entretanto, com o passar do tempo, essa exploração intensa e prolongada da palmeira Juçara ocasionou uma considerável diminuição das suas reservas, de forma que, por volta de 1975, teve início a exploração do palmito de açaí, espécie comum e de grande abundância na região Norte. Assim, o estado do Pará passou a ser seu maior fornecedor. 

A partir de 1990, a palmeira Pupunha passou também a ser explorada de forma comercial e intensiva na produção de palmito. E, na metade da década de 90, surge a palmeira real da Austrália, como uma espécie de grande potencial para a produção do produto. Por ser uma palmeira tipicamente de clima tropical, com elevado potencial produtivo, e que fornece palmito de excelente qualidade, a palmeira real vem recentemente se destacando na produção de palmito em nosso país. 

Palmito de palmeira real 1Essa é uma planta nativa da Austrália e que se adaptou satisfatoriamente às condições ambientais do Brasil. Inicialmente, era utilizada apenas como uma planta ornamental, com caráter de embelezamento de áreas, residências, praças públicas, jardins, entre outros. Posteriormente, descobriu-se que essa espécie de palmeira oferecia um grande potencial para a produção de palmito e, atualmente, ela ocupa uma posição de destaque entre as espécies que são exploradas com essa finalidade comercial.

A palmeira real tem elevado potencial produtivo, e fornece palmito de excelente qualidade, se destacando na produção de palmito em nosso país.

O palmito extraído da palmeira real apresenta boas características necessárias a esse produto, tais como textura extremamente macia, sabor brando e delicado (entre o doce e o amargo) e cor branca. Outra vantagem da exploração da palmeira real refere-se à sua precocidade, rusticidade e à qualidade do seu palmito.

Fonte: Site do CTP.

Em breve estes palmitos estarão preparados aqui no OBA Gastronomia da maneira que mais aprecio: assado na brasa, temperado apenas com sal e regado com um bom azeite de oliva.

Print Friendly, PDF & Email
Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.