Prato de resistência.

Feijão-tropeiro  é um prato típico dos estados de Minas Gerais, Goías e São Paulo. Comida típica dos tropeiros,  a receita mineira é a mais conhecida. Em seu livro “Baú de Ossos”, Pedro Nava resgata a receita original deste prato único. Voltando no tempo das demoradas viagens em tropas de burros, um retrato da culinária de Minas, na época que esta era nômade:

O feijão fervido com bastante sal durante as paradas é levado em caixetas atulhadas e em cujos intervalos se escorre a banha derretida que endurece e não deixa azedar a massa cozida. Na hora vai tudo para  a frigideira, a banha derrete-se, solta e refoga as pevides com mais  a cebola, o alho, o cheiro-verde, a salsa e muita pimenta. Rola-se na farinha que se embebe de gordura, mas que não pode ficar empapada – antes móvel, toda untada e toda desgrudada. Come-se com o ovo frito, a linguiça frita e o torresmo totêmico.”

Nestas épocas difíceis é que a genialidade de cozinheiros produz  pratos que se eternizam. Feijão-tropeiro é um deles. Um dos ícones da rica cozinha de Minas, encanta quem o come até hoje.

Foi assim dia destes por aqui. Um prato secular, comida primitiva, feita no fogo lento de um fogão a lenha e em uma grande panela de ferro. Uma ou outra adaptação ao nosso gosto e pronto. Almoço para ficar na lembrança.

INGREDIENTES
1 Kg de feijão (eu usei Fradinho, o original é o Mulatinho)
200g de toucinho
1 Kg de lombo, em cubos
2 linguiças calabresas, em cubinhos
1 cebola roxa, picada grosseiramente
2 dentes de alho, bem picados
Cheiro-verde (salsa e cebolinha) picados, à gosto
1/2 xícara de farinha de milho em flocos (a receita original usa farinha de mandioca)
2 colheres (sopa) de banha de porco
Pimenta biquinho, à gosto
Sal e pimenta-do-reino, à gosto

PREPARO

Cozinhe o feijão, sem deixar desmanchar (mais ou menos de 1 hora). Deixe escorrer bem em uma peneira. Tempere o lombo e o toucinho com sal e pimenta-do-reino.

Aqueça uma frigideira funda e coloque 1 colher (sopa) de banha de porco. Frite o toucinho até ficar crocante. Retire e reserve. Na mesma frigideira, coloque a linguiça calabresa e deixe fritar por 3 minutos. Reserve. Coloque o lombo e frite até dourar.

Em uma panela (de preferência de ferro), derreta 1 colher (sopa) de banha e refogue a cebola e o alho por 1 minuto. Junte o feijão e deixe refogar por 3 minutos, mexendo sempre. Caso seque demais, junte uma colher da gordura da frigideira.

Adicione os ingredientes reservados mais o cheiro-verde e a pimenta-biquinho. Cozinhe, mexendo sempre, por 5 minutos. Abaixe bem o fogo e junte a farinha aos poucos, mexendo sem parar, por mais 3 minutos. Retifique temperos.

Sirva acompanhado de arroz branco e ovo frito. Se preferir, pode servir com couve mineira, com bastante alho.

Um prato que retrata a genial simplicidade da cozinha mineira. Prato para reunir a família ao redor do fogão e deixar a conversa rolar solta, sem pressa ou medo de ser feliz.

Orlando Baumel

Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

Este post tem 3 comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu