Alguém por aqui já teve o prazer de fazer manteiga em casa? Pode parecer loucura – e quase é – mas depois de pronto você vai ver que o sacrifício compensa. Ter uma manteiga para chamar de sua não tem preço. Quem já preparou sabe que o processo é simples, apesar de trabalhoso. Bater o creme de leite fresco, deixar passar o ponto de chantilly e ver a manteiga se separando de um líquido meio estranho, muitas vezes ignorado por quem está fazendo. Isto é o Leitelho, ou Buttermilk para os americanos, que o usam em várias receitas.

O Buttermilk é comercializado por lá e dá uma textura toda especial a várias preparações, como pães e as famosas panquecas americanas, aquelas que são devoradas aos montes nos cafés da manhã.

leitelho ou leite de manteiga é um líquido que se obtém com o batimento da nata (previamente ajustado o seu conteúdo em gordura) em manteiga.

No processo de preparação da manteiga, deve-se ter o cuidado de não elevar muito a temperatura porque ocorre a diminuição do tamanho dos glóbulos de gordura causando perda de matéria gorda, que fica misturada no leitelho, diminuindo o rendimento da manteiga.O teor de acidez também interfere na produção de manteiga, induzindo a precipitação parcial da caseína, ocasionando uma obstrução na centrífuga. 

Tradicionalmente, era o líquido deixado para trás depois de bater manteiga fora da cultura creme, no entanto, mais moderno manteiga é cultivada. É comum em climas quentes (incluindo os Bálcãs, o sul da Ásia, o Oriente Médio e o sul dos Estados Unidos), onde o leite fresco não refrigerado azeda rapidamente. (Wikipedia)

Quando você tiver a disposição de preparar sua própria manteiga, não esqueça de reservar o leitelho. É um ingrediente fantástico.

Orlando Baumel

Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu