Tempo de Pinhão

Salpicão de Frango
2 de maio de 2013
Bar do Pachá
4 de maio de 2013
Mostrar todos

Pinhão

Quando chega maio, começa a temporada de pinhões aqui pelo sul do Brasil. Alimento essencial para os índios e para os primeiros habitantes do Paraná, o pinhão é a semente da árvore símbolo do mesmo estado, o Pinheiro do Paraná  (Araucaria Angustifolia), uma árvore majestosa, que reinou absoluta durante anos neste canto do Brasil.

Pinheiro

Pinhão fez parte de minha infância. Morando com meus avós em uma pequena cidade do sudoeste do Paraná, de maio até julho minhas manhãs eram sempre com cheiro de pinhão assado na chapa do fogão a lenha. Uma das melhores lembranças que alguém pode ter na vida. Pinhão catado do chão chiando no fogão. Coloque junto a imagem de uma avó perfeita e vão entender o que falo.

Pinhão

O pinhão faz parte de uma grande variedade de pratos por aqui. Sopas, farofas, a deliciosa Paçoca de Pinhão são alguns dos exemplos que esta semente maravilhosa pode oferecer. Quando tenho tempo e recebo pessoas queridas para uma confraternização nesta época, aproveito para fazer uma das preparações que mais gosto: Pinhão com Bacon. Uma maneira um tanto trabalhosa mas deliciosa de degustar pinhões em um aperitivo.

Pinhão é algo tão especial que até uma das maneiras que  nasce é diferente. Uma ave, outrora abundante nas matas paranaenses, a gralha azul, é uma das responsáveis pelo  plantio do pinhão, enterrando a semente com o bico. Muitos anos depois, aquele pequeno pinhão será um pinheiro enorme e generoso, que sempre nesta época oferecerá suas sementes para as mesmas gralhas e para nós. Pode não ser exatamente assim, mas gosto de pensar que seja.

A arisca gralha azul, fotografada na Serra do Mar

A arisca gralha azul, fotografada na Serra do Mar

Para quem tem a sorte de morar onde o pinheiro cresce, é época de aproveitar para se esbaldar de comer pinhão. Comer pinhão de tudo que é jeito e em qualquer momento. Cozido ou em outras preparações um pouco mais complicadas, pinhão é uma delícia. Só assado em panela de ferro (ou na chapa do fogão a lenha, para quem tem), depois batido com um martelo para abrir, já é uma comida da boa lembrança.

Pinhão 1

Print Friendly, PDF & Email
Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: