Sempre que fico meio blues, triste, cansada, sejam dias quentes ou frios (os frios são os meus preferidos) trato logo de me agradar, um vinho, uma comidinha gostosa. Foi o que aconteceu hoje, tinha muito barulho, muita provocação, tinha um ar de não vai dar certo, de: “amanhã não vai ser uma segunda legal”. Sempre tem uma ou outra coisa, pessoa ou situação que tira a gente do sério, e sempre tem um ou mais jeitos de tirar do sério essa coisa, pessoa ou situação, o aroma desse caldinho de peixe é um deles! Eu queria mesmo comer um arroz de coentros, com crosta de siri . Mas, o domingo está bem meia boca, não achei carne de siri por perto. Fiz um caldo com Miraguaia. Caminhando, contando as pedras, as pedras me contando. Cheguei e colhi coentro. Experimentei chopp de vinho. Picar alho, cebola, cebolinha, coentro, tomate, pimentões coloridos, pimenta doce, dedo-de-moça, fritar no dendê, acrescentar os pedaços de peixe, tampar a panela, deixar a música se misturar aos temperos, um tanto d’água, o quanto baste, para deixar o caldo um capricho. Mais coentro, bem picado e fresquinho, pra acordar a alma e lembrar que a vida é boa, apesar dos pesares. 

Já acho que a segunda vai ser genial! 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu