No OBA Gastronomia de hoje, um toque do Nordeste Brasileiro. Uma receita com um dos ingredientes mais utilizados naquele belo pedaço do Brasil.

Maxixe

Cucumis anguria, conhecido popularmente como maxixe, é uma planta rasteira ou trepadeira anual e de clima quente (26 a 28 graus Celsius). Seus frutos comestíveis, chamados de maxixe ou galinha-arrepiada, têm casca verde, são ovalados e possuem pequenos espinhos moles e não pontiagudos. Suas sementes são achatadas. É da família das Cucurbitaceae, algo semelhante ao pepino porém menos macio.

No Brasil, é largamente consumido nas regiões nordeste e norte na culinária popular. São comuns os ensopados, as moquecas e cozidos. Pode ser também recheado, como na culinária de origem árabe. De acordo com o livro “Lost crops of Africa”, as folhas são comestíveis. Elas podem ser colhidas em qualquer tamanho mas as pequenas são mais tenras. As folhas do maxixe constituem a maior parte da biomassa da planta e o seu aproveitamento é de grande interesse econômico e nutricional, uma vez que se está convertendo em alimento uma parte da planta rica em clorofila (o “sangue verde” das plantas), nutrientes e fibras que, de modo geral, seriam descartados. A folha do maxixe refogada tem sabor similar ao do espinafre mas a sua consistência é menos lisa, deixando na boca uma leve e agradável sensação de ardência similar ao do jambu da Amazônia da peste.

Caso se deseje eliminar esse efeito, as folhas devem ser cozidas a vapor por 10 a 15 minutos ou refogadas por cerca de 10 minutos. Também podem ser utilizadas folhas jovens por serem mais tenras. As folhas cozidas a vapor ou refogadas podem ser comidas como salada ou utilizadas como recheio de massas como pastel e calzone ou ainda para se fazer quiches. As folhas ainda podem ser adicionadas a sopas e caldos. As folhas de maxixe podem substituir a couve no suco de clorofila, sendo batidas no liquidificador com maçã para se extrair esse riquíssimo composto orgânico.

O maxixe é uma planta riquíssima em Zinco, mineral importante para o bom funcionamento de todos os tecidos do corpo e para o metabolismo do açúcar e de proteínas, sendo muito útil para se evitar problemas na próstata, na diminuição dos depósitos de colesterol, na cicatrização de ferimentos internos e externos, além de eliminar manchas brancas nas unhas. Também é fonte de cálcio, fósforo, ferro, sódio, magnésio, vitamina C, vitaminas do complexo B e betacaroteno (pró-vitamina A). (Wikipedia)

Não lembro de ter preparado Maxixe antes, nem de ter saboreado. Não é comum encontrar aqui no Sul. Quando comecei a pensar no que fazer com as bandejinhas que adquiri, depois de ter feito uma pesquisa básica aqui pela Internet (a famosa googlada), a primeira ideia que me veio foi prepará-los recheados, tal qual os mexicanos Chillis Rellenos com Queijo, mas sem empanar.

Maxixe recheado com queijo

Uma receita fácil e que ficou deliciosa, seja para ser servida como uma entradinha despretensiosa, seja para guarnecer um almoço mais trivial. Para preparar o Maxixe, é necessário raspar os espinhos com uma faca, com cuidado para não retirar polpa demais.

Após isto, corte a tampa deles e com o auxílio de uma faquinha e uma colher pequena, retire a maior parte de seu interior, tomando cuidado para não furar o fundo. Depois disto, corte um pouco embaixo para que ficassem de pé e leve para cozinhar no vapor, salpicando sal em todos eles, por 15  minutos. Retire e deixe escorrer.

Os queijos que escolhi foram o Gorgonzola e o Parmesão, mas você pode optar por outros de sua preferência. Depois de frios, coloque um pedacinho de Gorgonzola em cada Maxixe e cubra com um pouco de creme de leite fresco. Complete com o Parmesão ralado e leve ao fogo pré-aquecido até que dourem.

Sirva com um Molho de Tomate Rápido.

Maxixe recheado com queijo 1

Agora é torcer para que algum dia eu encontre as folhas do Maxixe. Se lembra Jambu, é bom demais!

Orlando Baumel

Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

Este post tem 2 comentários

  1. Olá Orlando, tudo bom?

    O que você sugere de acompanhamento para o prato?

    1. Olá, José
      Como já é uma guarnição, sugiro acompanhar com uma carne assada, frango ou carne de boi mesmo.
      Um abraço e obrigado pela participação no OBA!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu