Macadâmia – Um parto para abrir, uma delícia para comer

Alabote com Cogumelos e Molho de Limão Siciliano
10 de junho de 2015
Cozido à Portuguesa – Para o frio que se aproxima
12 de junho de 2015
Mostrar todos

A macadâmia é um fruto (doce) extraído de uma árvore com o mesmo nome. Esta árvore é originária da Austrália. Existem mais de dez espécies, porém, duas são exploradas comercialmente: a Macadamia integrifolia, que é originária de Queensland, onde cresce em florestas muito úmidas, e a M. tetraphyll, originária da Nova Gales do Sul. O nome foi dado pelo botânico Ferdinand von Mueller, o seu descobridor, em honra ao seu colega, o naturalista e político australiano de origem escocesa John Macadam . (Wikipedia)

Macadamia

A presença da macadâmia na mesa dos brasileiros ainda é recente. Mas essa oleaginosa tem tudo para se tornar cada vez mais conhecida! Planta nativa da Austrália, é considerada uma das nozes mais finas do mundo. Isso por conta dos altos valores nutricionais, benefícios para a saúde e, claro, do sabor irresistível.

A principal vantagem da macadâmia (e também o motivo dela ser conhecida no universo dos cosméticos) está nos antioxidantes. Eles garantem que a noz ajude no combate de radicais livres e auxilie no rejuvenescimento da pele. Tem coisa melhor do que comer um alimento saudável, gostoso e que ainda te deixa mais jovem?

Se você comer essa castanha com frequência, ainda pode reduzir o risco de doenças cardíacas e os níveis do mau colesterol e triglicérides. Ela ainda é fonte das chamadas “gorduras boas”, proteínas, fibras, minerais e vitaminas.

Mas qual é a quantidade ideal para o consumo? Para alcançar todos esses benefícios, basta comer apenas 20 g (cerca de duas unidades) por dia. Isso soma 120 calorias, nada comprometedor para a balança! Você também encontra essa noz em receitas de pães, saladas e até sobremesas como o sorvete. (Site da Wickbold)

A noz de macadâmia é extremamente difícil de abrir. E quando eu digo difícil, podem saber que realmente é. Existem quebra-nozes especias para esta noz, coisa que confesso que nunca vi. Eu tentei com um alicate e não tive sucesso. Acabei quebrando com um martelo. Depois, ao pesquisar na Internet, encontrei este “tutorial de como quebrar nozes de macadâmia”. Sigam, é a melhor maneira. Por aqui, depois de abrir todas as que adquiri, vai entrar na composição de um pão, que logo estará nas páginas do OBA Gastronomia.

 

Print Friendly, PDF & Email
Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: