Canudinhos

Alho Negro – Uma “massa” diferente
25 de fevereiro de 2011
Churrasco
28 de fevereiro de 2011
Mostrar todos

Comida de infância.

Tem comidas que ficam guardadas em nossa memória.

Comidas que vamos lembrar para sempre, com o devido carinho que merece. O Virado de Feijão de minha avó (que tive a felicidade de morar junto e passar todas as minhas férias, em uma pequena cidade interiorana). Poderia citar todas as comidas desta avó…feitas em fogão de lenha…despudoramente gordurosas, mas escandalosamente gostosas.

A comida de minha mãe…feita com o capricho adquirido de tantas outras mães. A Carne de Panela com Feijão Branco, o Bife com Cebolas, o Cozido (este, uma instituição de mães e avós) com  Pirão, regado com gotas de limão.

Os aniversários, comemorados de maneira econômica, mas com uma paciência de Jó (para tudo, desde  as crianças até os quitutes). Brigadeiros feitos um a um; Bem Casados (um desejo de mãe); Negas malucas…e o inevitável e extraordinário Canudinho. O nosso Temaki crocante .

Para quem ainda não sabe (ou não reparou), o crocante nos faz comer mais. Sim..você não aguenta mais amendoim, mas mesmo assim pega mais um. Por esta razão simples, é que  quando fazemos um prato, procuramos incluir um elemento que dê crocância. Isto fará toda a diferença.

Canudinhos, este Rei das festinhas infantis. Mas, canudinhos feitos em casa. Enrolados em forminhas metálicas, fritos lentamente e recheados com Maionese com Batatas. Nada mais simples e encantador. Nada que não nos traga mais saudades.

E eis que hoje, minha mãe (depois de 30 anos), desencavou as forminhas de canudinhos (que foram um  presente de minha avó) e nos presenteou com lindos cones crocantes, recheados com uma Maionese Caseira com Batatas…

Tem maneira melhor de passar um domingo? A simplicidade é encantadora.

Ahh… a receita?

Duas xícaras de farinha de trigo, 1 colher (café) de fermento e água para dar liga. Amassa tudo até conseguir uma massa homogênea. Abra com rolo e corte em fatias de 2 cm.

Enrole em formas próprias para canudinhos e frite em óleo até dourarem. Escorra em papel toalha. Crie seu recheio (ou use a tradicional Maionese com batatas).

Sirva e relembre…

Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

3 Comentários

  1. Opa! Bem interessante, um coringão tb, pois pode ser visto como doce ou salgado!

  2. Carolina disse:

    Olha só! Meu preferido em festa de infância!
    Adorei!

  3. Gina disse:

    Engraçado que comprei essas forminhas faz tempo e nunca usei. Vendo aqui os canudinhos da sua mãe, me reacendeu a vontade de prepará-los.
    Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.