Terremoto no Haiti

Gravatinha com Figo fresco e Mel
12 de Janeiro de 2010
Quiabo
14 de Janeiro de 2010
Mostrar todos

Uma tragédia sem tamanho.

Haiti2

O Oba Gastronomia se solidariza com o povo haitiano neste momento tão triste.

Tragédias assim, não deveriam acontecer.

Também presta uma homenagem a uma das muitas vítimas deste desastre: Zilda Arns. Uma vida inteira dedicada a fazer o bem para os mais necessitados. Com a sua “Pastoral da Criança“, levou esperança e um mundo melhor para muitas famílias, no Brasil e no mundo inteiro.

Com voluntários espalhados por todos os continentes (só no Brasil são 260000), Zilda Arns foi um exemplo de vida a ser seguido. Com sobras de comida, recicladas de maneira inteligente, matou a fome de milhares de crianças e mostrou o caminho para um mundo mais justo.

Zilda

Fica a homenagem do Oba Gastronomia.

O terremoto de 7 graus na escala Richter que atingiu a capital do Haiti, Porto Príncipe, na terça-feira, deixou diversos mortos e feridos. Confira como fazer doações para os atingidos.

Como doar
Os interessados em ajudar as vítimas do terremoto no Haiti podem fazer um depósito nas contas da ONG Viva Rio e também do Comitê Internacional da Cruz Vermelha. As doações para a Organização das Nações Unidas (ONU) devem ser feitas para a ONG Viva Rio.

ONG Viva Rio:
Banco do Brasil
Agência 1769-8
Conta 5113-6

Cruz Vermelha
Banco HSB
Agência 1276
Conta 14526 – 84
Aos interessados em fazer depósito online, o CNPJ do Comitê Internacional da Cruz Vermelha é 04.359688/0001-51.

Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

1 Comentário

  1. Marly disse:

    Coisa triste, né Orlando? Hoje mesmo eu estive refletindo sobre os perigos da vida, pois ontem li um relato de sobriventes de um outro terremoto, acontecido aqui pertinho, no Peru, em 2007. O relato era impressionante, pois eles diziam que a coisa durara menos de 2 minutos (90 segundos)e arrasara a cidade deles, embora o número de mortos tenha sido relativamente pequeno (algumas centenas). O pior é que, segundo eles, nos dias subsequentes – por vários dias – sucederam-se outros tremores!
    O Haiti tem sido palco de acontecimentos funestos há muitos e muitos anos. A ditadura dos Duvalier, no século pasado, que deve ter durado uns 50 anos, a pobreza; a falta de instrução da população; o vooduísmo. E antes de tudo isso, a exploração de vários outros países!
    A vida do cidadão médio lá, com certeza, tem sido muitíssimo pior do que a dos miseráveis daqui! Mas o ocorrido é muito triste, lamentável mesmo. Lamentei especialmente a morte da D. Zilda Arns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *