Marchand Pernil

Coisas de meu quintal
7 de Maio de 2009
Presentes para as mães
8 de Maio de 2009
Mostrar todos

Marchand Pernil – um Sanduíche curitibano com certeza!

dsc02180

O Marchand Pernil, um sanduíche com pernil, salsicha, queijo e cebolinha verde, é uma das marcas registradas da gastronomia de Curitiba. Criado pela família Amatuzzi, proprietários do Bar Mignon, hoje é encontrado em vários bares da cidade!

Sempre considerei o Marchand Pernil do Bar Mignon o melhor sanduíche de Curitiba! Antigamente o Mignon funcionava durante a madrugada toda e era uma delícia ir comer este sanduíche depois de ter tocado em algum lugar…

Para fazê-lo em casa, você vai precisar de pernil de porco (aproveite quando sobrar de um almoço), queijo mozzarela, salsicha e cebolinha verde picada. Aqui em Curitiba chamamos a salsicha de vina, uma herança dos imigrantes que chamavam de Viena Wust (salsicha de Viena) e com o tempo perdeu o e, ficando só Vina Wurst!

O Marchand leva aproximadamente 150 g de pernil (é bem generoso). É montado no que chamamos aqui de Pão d’água, mas pode ser feito com pão francês.

Cozinhe uma salsicha e reserve. Corte o pernil em fatias bem finas. Refogue o pernil e coloque no pão. Derreta 3 fatias de queijo mozzarela e ponha em cima do pernil. Polvilhe cebolinha verde picada. Corte a salsicha no sentido do comprimento e deposite em cima de tudo.

dsc02176

Caso você tenha dificuldades em derreter o queijo na panela, monte o sanduíche inteiro e leve ao forno pré-aquecido, para derreter mais facilmente (sem contar que o pão que ficará torradinho)!

dsc02182

Tradicionalmente o Marchand Pernil é servido com mostarda escura, mas eu não resisto a uma  mostarda e um cathup Heinz ! Quando sobrar um pedaço daquele pernil de domingo, experimentem fazer o Marchand! É maravilhoso!

Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

2 Comentários

  1. Laertes de Souza Ferreira disse:

    Realmente é uma delícia, pena que não fica aberto na
    madrugada, olha pessoal a nossa cidade está tendo muitos turistas fiquem de olhos aberto.

  2. João Carlos Amodio disse:

    Realmente esse sanduíche foi criado no Bar Mignon, mas não pelos proprietários, como consta no inicio dessa reportagem. A verdadeira história desse sanduíche, como o seu próprio nome diz, deve-se ao frequentador assíduo Senhor Leônidas Barbosa Marchand, daí vem o nome de Marchand para esse sanduíche! E o pão utilizado originalmente era o pão d’água!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *