Manteiga versus Margarina

Pupunha à Arrabiatta com Ervilha Torta
11 de novembro de 2010
Fala, Fal! – Comidas de Papel
13 de novembro de 2010
Mostrar todos

Os prós e contras de cada uma.

Nossa Nutricionista nos fala um pouco destas duas concorrentes.

Muitas dúvidas surgem quando falamos em manteiga ou margarina. Por muito tempo a manteiga reinou absoluta. Somente depois surgiu a margarina, como uma alternativa mais barata, há aproximadamente 150 anos.

Logicamente com o avanço da tecnologia, mudanças foram ocorrendo e a hidrogenação foi uma delas. Entretanto, com o recente combate às gorduras trans, as indústrias foram se adaptando e a maioria das marcas de margarina já não passam mais por esse processo. Isso tudo está bem descrito no site da wikipédia, inclusive sobre a legislação brasileira e referência às portarias da ANVISA. (Veja AQUI!).

Mas, e aí, continuamos indecisos. Temos que pensar, então, nas vantagens e desvantagens de cada uma. Primeiro, é claro, o sabor e uso na gastronomia.

Indiscutivelmente a manteiga supera a concorrente, o sabor é insubstituível, sem falar do ponto de fumaça, que aumenta quando misturada ao óleo. E o que vocês me dizem da coloração, ou do tom dourado que a manteiga pode dar, desde a um grelhado até ao famoso beurre noisette (referência a coloração de nozes)?

Sem dúvida existem manteigas e manteigas…basta ver os preços. E as clarificadas? A mais pura das manteigas… Ah, nisso os chefs são experts. (Saiba mais  AQUI!).

As margarinas também estão bastante presentes nas receitas; porém, parece que os doces são mais favorecidos, talvez pela textura. Vejam como fica difícil essa comparação.

Bom, não podemos deixar de falar na composição: colesterol, gordura saturada e coisa e tal. Como a manteiga é de origem animal e a margarina de origem vegetal, encontra-se maior quantidade de colesterol e ácidos graxos saturados na manteiga.

Entretanto, vejam vocês, que a manteiga pode receber apenas sal como aditivo, ao contrário da margarina, que leva em sua composição corante, espessante, estabilizante, flavorizante, acidulantes, etc.

Em um artigo original recente de Carlos Scherr e Jorge Pinto Ribeiro, publicado nos Arquivos Brasileiros de Cardiologia, as diferenças na composição das gorduras e suas implicações na aterosclerose estão claramente relatadas. (Confira Aqui!).

Pois é, continuamos com dúvidas?

Sabe o que, acho que devemos usar o que for mais palatável no momento, porém, respeitando a condição clínica de cada um e, é claro, sem exageros, tentando alcançar um equilíbrio com os demais alimentos, sem esquecer da atividade física.

Aí sim, fechou.

Maria Alice Maciel    –    Nutricionista

Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

4 Comentários

  1. Milady disse:

    acho que nunca comprei margarina aqui em casa, detesto aquilo, birra mesmo! alem do mais, moro na frança, e aqui a manteiga deve ser a melhor do mundo, delicia… dai para curtir sem exagerar no colesterol limito a quantidade, nao uso manteiga na cozinha do dia a dia, so azeite e oleo composto (inclusive na maioria dos bolos), assim da pra curtir um paozinho com manteiga pela manha, nham!

  2. alvaro arenhart disse:

    Nao existe comparação;;;margarina eh quase plastico…nao estraga e nem chama mosca se deixada fora de refrigeracao…se uma barata ou uma mosca nao comem margarina, voce comeria?…E sabe por que…ela eh bem parecida com plastico…ha muitos estudos que determinam as razoes para nao se usar margarina, mesmo aquelas que nao tenham gorduras trans. Ainda por cima pode causar demencia, mal de alzheimer…o cerebro humano eh constituido excluxivamente de gordura, gordura animal e não vegetal como a margarina e por isso talvez o aumento da incidencia de demencia e mal de alzheimer mais recentemente…portanto, banem a margarina, não eh benefica. Quanto a manteiga, consuma com moderação…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *