Mandiopã

Tapenade (com polenta grelhada)
3 de dezembro de 2010
Fala, Fal! – Tetas
5 de dezembro de 2010
Mostrar todos

O salgadinho “Antes e Depois”.

Dia destes, no mercado, encontrei Mandiopã.

Não pude resistir e comprei. Um dos salgadinhos mais emblemáticos de minha infância, o Mandiopã teve sua grande fase na década de 60 até 80 e começo de 90. Foi uma febre. Era quase impossível ir na casa de alguém e não ser contemplado com uma tigela de Mandiopã.

Foi o primeiro salgadinho do Brasil, criado em 1954, pela Indústria Alimentícia Mandiopã.

Um empregado da fábrica, Antônio Gomercindo, que começou a trabalhar lá em 1954 aprendeu a fazer a massa do Mandiopã. Depois de um periodo só ele conhecia o seu segredo.

Na década de 1960 foi um grande sucesso, lançando os sabores queijo, bacon e camarão. A empresa foi absorvida pela Hikari, quando foi lançado o Fritopã, que existiu até o início da década de 1990, quando acabou. Antônio Gomercindo monta uma nova empresa e relança em nossos dias o clássico Mandiopã.

Mandiopã ou Fritopã é um salgadinho feito a base de fécula de mandioca.

É um alimento rico em amido. As pequenas e duras rodelas esbranquiçadas se transformam em petisco leve e crocante, e deve ser frito antes de consumido. Tinha a fama de ser encharcado de óleo, mesmo assim fez sucesso nas décadas de 1980 e 1990.

Semelhante ao Mandiopã é o Hopper, com massa feita a base de farinha de arroz, muito popular no Sri-Lanka. No sul da India são conhecidos como appams.

No Brasil, no século XX, imigrantes japoneses faziam o “Okinawa Sembei”, uma espécie de biscoitos chatos feitos a base de fécula de mandioca.

(Fonte: Wikipedia)

O que encontrei no mercado é um pouco diferente do que conheci. Colocaram um corante, sei lá a razão.

Todo o resto continua igual. A transformação mágica no óleo quente, fazendo aquelas tirinhas com aparência de plástico, virarem salgadinhos porosos e crocantes, continua encantando as crianças (as minhas que o digam). Preparar Mandiopã vira um acontecimento.

Foi uma época deliciosa. Assistir Perdidos no Espaço, Viagem ao Fundo do Mar, Jetsons ou Flintstones, com uma bacia de Mandiopã do lado, é uma das melhores recordações que posso imaginar. Às favas o salgadinho ser muito calórico…quem ligava para isto?

Nesta pequena pesquisa que fiz pelo Mandiopã, acabei encontrando uma receita, que repasso aqui. Não experimentei, nem sei se irei experimentar, mas fica como curiosidade.

Ingredientes:

  • 2 xícara(s) (chá) de fubá
  • 4 xícara(s) (chá) de água
  • quanto baste de sal
  • 500 gr de polvilho azedo

Preparação:

– Sabores para escolher: queijo ralado, orégano, gergelim, ou bacon bem picadinho.
Para cada sabor, use 2 colheres (sopa) bem cheias.

Misture o fubá, a água e o sal e leve para fazer em banho-maria sem parar de mexer.
Retire do fogo, acrescente o polvilho azedo junto com o sabor escolhido. Amasse bem até ficar uma massa resistente (dura).
A seguir, faça rolos e cozinhe em água fervente durante 5 minutos.
Leve ao sol, para secar dentro de uma peneira coberta com um pano de saco limpo. Cubra com peneira de peneirar fubá.
Deixe descansar por 2 dias em lugar fresco, ou na geladeira por 1 dia.
Depois desse processo, corte bem fininho (tipo batata palha) e frite em gordura bem quente.
Se quiser usar cor, passe anelina ou coloral, antes de ir ao sol.

Rendimento:

10 porções

Fonte: http://www.moo.pt/receitas

Print Friendly, PDF & Email
Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

17 Comentários

  1. Esnel Manduco disse:

    Conheci o Mandiopã em 1977, é o substituto da Batata Ruflles,
    é um produto de alta aceitação e qualidade., parabéns.
    CHEF MANDUCO

  2. Wagner Delalla disse:

    Achei otima esta postagem!!! conheci e comi muito isso na minha infancia, e tudo que vc falou esta correto, como os filmes etc.

    Mais oque importa e eu gostaria de saber!!! aonde vc comprou???

    Sds
    Wagner

  3. ODAIR JOSÉ disse:

    AMIGOS AQUI EM LIMEIRA-SP TEM A FÁBRICA DELES .MAIS O NOME MUDOU AGORA É MANDIOPÃ .
    TEM UM SUPERMERCADO EM PIRASSUNUNGA QUE VENDE. SE ALGUEM QUISER POSSO ENVIAR PELO CORREIO. ACHEI SEMANA PASSA AQUI NA CIDADE. ATÉ

  4. Tereza disse:

    Oi, Odair, por favor me responda sobre como conseguir o Mandiopã. terezavalenca@ig.com.br

  5. Gabriela disse:

    Procurem o site do mandiopã, eles entregam para todo Brasil!! Só tem revenda em sp… paguei um frete meio carinho, R$ 16, mas era pra ver se o gosto ainda era o mesmo… não é desse colorido não, é do antigo mesmo.

    Esse mês vou a sp e vou voltar carregada de mandiopã… =D

  6. Celso Paiva Leitão disse:

    Muito bom , adorava comer vendo o capitao aza .

  7. Celso Paiva Leitão disse:

    Rufles e o cacete , viva o mandiopan.

  8. Celso Paiva Leitão disse:

    Muito bom , adorava comer vendo o capitao aza .

  9. Celso Paiva Leitão disse:

    Rufles e o cacete , viva o mandiopan.

  10. luisa disse:

    Adoro mandiopa, cresci comendo mandiopa.minha avo sempre fez pra gente la na casa dela e vende ate hj pro bairro dela. ha alguns meses minha filha de 2 anos comeu na casa dela e adora. Moro em outra cidade e por isso nao tem como eu comprar com ela. Comecei a fazer pra minha filha e pra ela levar na escolinha e to comecando a vender o pacotinho com a mandiopa pra fritar.Minha avo fazer de cebola, de bacon e de caldo knorr.eh uma delicia mesmo. bjos.

  11. Joceli Valim disse:

    Olá Orlando, é isso aí mesmo “salgadinho delicioso”, sim era uma época maravilhosa com tudo que você sitou.Tenho 51 anos de idade e de vez em quando ainda reelembro desta guloseima dos tempos de infância, parece que ainda sinto o gosto. Como não tínhamos acesso as caras batatas fritas importadas comíamos mandiopã, era uma festa. Vou já procurar o site para poder encomendar, moro em Santa Catarina mas mesmo assim vale a pena voltar aos sabores da infância. Obrigada pelas informações.

  12. josé retroz disse:

    Mandiopã de camarão hummmm…………………….batatas ruffle nada vê!

  13. Luiz Luz disse:

    Pretendo começar a vender Mandiopã, a partir de novembro. informações E-Mail – garnaluz@gmail.com.br

  14. Fausto de oliveira disse:

    Como faço para comprar?Recordo da minha infancia,como era gostoso!!!!
    Moro em Catalão Goias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: