Cinema e Comida

Aspargos com Manteiga e Parmiggiano
2 de março de 2010
Novidades na Pizza Hut – SP
4 de março de 2010
Mostrar todos

Meus cinco filmes sobre comida.

Dama e vagabundo

Perguntaram-me quais os filmes que mais gostei sobre o tema Gastronomia.

Pergunta difícil…são tantos. A comida sempre esteve presente em filmes. Sempre aparece algum almoço, jantar ou alguma coisa que nos remeta à cozinha. Poderia falar somente de cenas. Cenas que se tornaram clássicas, como o salão do restaurante do hotel das Férias do Sr. Hulot. Ou a cena que acho a mais romântica de todas: o beijo de Spaghetti da Dama e o Vagabundo. Ou Amélie Poulain, quebrando a casquinha do Crème Brûlée

Escolhi 5 filmes. Cada um com sua beleza e humor. Martha, por sua leveza e pureza. A Festa de Babette, pela sua beleza e encantamento, o que acaba sendo o ato de cozinhar. Ratatouille, por mostrar exatamente o que é “caos organizado” de uma cozinha. Estômago, por representar a história (ás vezes trágica, como no caso) de tantas pessoas de origem humilde, que encontram nas panelas a oportunidade de suas vidas. E, por fim, Chocolate, que representa o preconceito que mulheres continuam sofrendo neste mundo de cozinha (mas, que felizmente está mudando).

Coloquei em ordem de preferência. Claro que esta preferência muda, conforme o dia, humor e sensações. Mas é a que acho no momento. Começo da quinta para a primeira, como uma surpresa. Como a surpresa que um bom filme e um bom prato nos proporcionam. Segue uma pequena sinopse de cada um.

Chocolate

CHOCOLATE

Em um vilarejo francês, nos anos 50, o diretor sueco Lasse Hallström faz sua homenagem ao chocolate. O filme “Chocolate”, baseado no romance homônimo de Joanne Harris, é permeado de um tom fabuloso-fantástico. O diretor Hallström conseguiu reunir um elenco de primeira linha: Juliette Binoche, Judi Dench, Johnny Depp, Lena Olin, entre outros. A história, que mistura romance e comédia, foi um enorme sucesso. Juliette Binoche é Vianne Rocher, uma forasteira que, acompanhada da filha de seis anos, chega a um conservador vilarejo no interior da França. Lá, tem a “ousadia” de abrir uma loja de chocolates, ao lado da igreja, em plena Quaresma. Com um ar de feiticeira, encanta alguns moradores com suas receitas, algumas bastante exóticas, como a que mistura chocolate e pimenta. Outros habitantes, principalmente o prefeito (Alfred Molina), não aceitam sua presença na vila, pois ela estaria subvertendo a ordem e a moral no local. A situação de Vianne fica ainda mais complicada quando se envolve com Roux (Johnny Depp), um músico andarilho que desembarca na aldeia. Chocolat, 2000, UK/USA Direção: Lasse Hallström Roteiro: Robert Nelson Jacobs Elenco: Juliette Binoche, Judi Dench, Johnny Depp, Lena Olin

14911ctz_aol

ESTÔMAGO

Raimundo Nonato (João Miguel) foi para a cidade grande na esperança de ter uma vida melhor. Contratado como faxineiro em um bar, logo ele descobre que possui um talento nato para a cozinha. Com suas coxinhas Raimundo transforma o bar num sucesso. Giovanni (Carlo Briani), o dono de um conhecido restaurante italiano da região, o contrata como assistente de cozinheiro. A cozinha italiana é uma grande descoberta para Raimundo, que passa também a ter uma casa, roupas melhores, relacionamentos sociais e um amor: a prostituta Iria (Fabiula Nascimento).

Titulo original:Estômago

  • gênero:Drama
  • duração:01 hs 52 min
  • ano de lançamento:2008

ratatouille

RATATOUILLE

Paris. Remy (Patton Oswalt) é um rato que sonha se tornar um grande chef. Só que sua família é contra a idéia, além do fato de que, por ser um rato, ele sempre é expulso das cozinhas que visita. Um dia, enquanto estava nos esgotos, ele fica bem embaixo do famoso restaurante de seu herói culinário, Auguste Gusteau (Brad Garrett). Ele decide visitar a cozinha do lugar e lá conhece Linguini (Lou Romano), um atrapalhado ajudante que não sabe cozinhar e precisa manter o emprego a qualquer custo. Remy e Linguini realizam uma parceria, em que Remy fica escondido sob o chapéu de Linguini e indica o que ele deve fazer ao cozinhar.Paris. Remy (Patton Oswalt) é um rato que sonha se tornar um grande chef. Só que sua família é contra a idéia, além do fato de que, por ser um rato, ele sempre é expulso das cozinhas que visita. Um dia, enquanto estava nos esgotos, ele fica bem embaixo do famoso restaurante de seu herói culinário, Auguste Gusteau (Brad Garrett). Ele decide visitar a cozinha do lugar e lá conhece Linguini (Lou Romano), um atrapalhado ajudante que não sabe cozinhar e precisa manter o emprego a qualquer custo. Remy e Linguini realizam uma parceria, em que Remy fica escondido sob o chapéu de Linguini e indica o que ele deve fazer ao cozinhar.

Festa-de-Babette

A FESTA DE BABETTE

Em 1871, uma fugitiva da Comuna de Paris chega a um pequeno vilarejo dinamarquês, onde duas irmãs a acolhem como empregada domestica. Após 14 anos, ela ganha na loteria francesa uma pequena fortuna e se oferece para organizar o jantar em comemoração do aniversário do pai das irmãs – um pastor, à memória do qual elas dedicam as suas vidas. Baseado em conto de Isak Dinessen, traça o passado e o presente dos personagens de forma poética e delicada. Stéphane Audran criou, talvez, a melhor interpretação de sua carreira no papel da misteriosa Babette. Oscar de melhor filme estrangeiro.

  • Babette’s Gæstebud, 1988, Dinamarca
    Diretor: Gabriel Axel
    Roteiro: Karen Blixen
    Elenco: Stéphane Audran, Brigitte Fedrespiel, Bodil Kjer, Videke Hastrup.
  • Simplesmente martha

    SIMPLESMENTE MARTA

    Martha (Martina Gedeck), com seu modo charmoso e obsessivo, cria verdadeiras obras de arte cozinhando num pequeno restaurante em Hamburgo. Apesar disso, seu cotidiano é monótono. Martha é muito introvertida e praticamente não possui vida própria, dedicando-se totalmente ao trabalho. Tudo isso muda quando sua irmã morre em um acidente, fazendo com que ela tenha de cuidar de Lina (Maxine Foerste), sua sobrinha de oito anos. É quando aparece Mario (Sergio Castellito), um extrovertido cozinheiro italiano que consegue trazer um pouco de alegria para as duas. No momento em que Martha e Mario começam um romance, o pai de Lina, que há muito tempo estava desaparecido, surge querendo levá-la para a Itália.

    Esta é minha lista de filmes favoritos sobre Comida. Mande a sua para o Oba.

    Print Friendly, PDF & Email
    Orlando Baumel
    Orlando Baumel
    Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

    2 Comentários

    1. A minha lista de favoritos gastronômicos é enorme…posso começar? Rsss…

      And the Oscar goes to: O tempero da Vida – o filme mais lindo que eu já vi na minha vida!!!!

      Seguidos por:

      A Festa de Babette
      Chocolate
      Como água para chocolate
      Sob o sol da Toscana
      Comer, Beber, Viver
      Julia and Julie
      Simplesmente Martha

      Chega…eram só cinco….

    2. Flávio disse:

      Uma lista dos meus preferidos:

      Chocolate (chocolat, 2000, Lasse Hallström)
      Tomates Verdes Fritos (Fried Green Tomatoes at the Whistle Stop Café, 1991, Jon Avnet)
      O ultimo jantar (The Last Supper, 1995, Stacy Title)
      Como água para chocolate (1992, Alfonso Arau)
      A fantástica fabrica de chocolate (Charlie & the Chocolate Factory, 2006, Tim Burton)
      Sabor da Paixão (Woman on Top, 2000, Fina Torres)
      Simplesmente irresistível (Simply Irresistible, 1999, Mark Tarlov)
      Ratatouille (2007, Brad Bird)
      Sem Reservas (No Reservations. 2007,Scott Higgs)
      O Fabuloso Destino de Amelie Poulin (Fabuleux destin d’Amélie Poulain, 2001, Jean-Pierre Jeunet)
      Garçonete (Waitress, 2007, Adrienne Shelly)
      Sweeney Todd (2007, Tim Burton)
      Ratattoiulle (2007, Brad Bird)
      Julie & Julia (2009, Nora Ephron)

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

    %d blogueiros gostam disto: