Amoras

Azeites – por Laura Reinas
3 de novembro de 2010
Cursos de Gastronomia no Baukurs – Rio
5 de novembro de 2010
Mostrar todos

Pequenas bolas púrpuras.

Amora é uma das frutas mais saborosas que conheço.

Fruto da amoreira, ela cresce selvagem ou cultivada em jardins. Com coloração púrpura, quase negra, a amora pode atingir 2 cm de diâmetro.

Possui um sabor agridoce, de frescor único. Amoras são muito utilizadas em geléias, recheios, bolos, tortas e diversos doces. As amoras também  combinam muito bem com assados, quando cozidas com vinho e açúcar.

Estas frutinhas são deliciosas ao natural, ou misturadas com creme de leite. São frutas muito perecíveis, devendo ser consumidas logo após a aquisição.

Apresentam alto teor de vitamina C e potássio.

Fonte de pesquisa: Pequeno Dicionário de Gastronomia – Maria Lucia Gomensoro

Para ilustrar esta matéria, fiz uma “Caipira” de amora. Não gosto de chamar caipira o que não seja cachaça com limão, nossa caipirinha legítima. Na falta de um nome mais apropriado, vai este mesmo.

INGREDIENTES

5 amoras

2 colheres (sopa) de açúcar

1 dose de vodka (se preferir, use saquê)

Gelo (em cubos pequenos)

1 ramo de hortelã

PREPARO

Em um copo adequado, esmague as amoras juntamente com o acúcar. Adicione a vodka e mexa. Coloque o gelo e sirva com o raminho de hortelã.

*Se preferir, pode picar o gelo.

Amora é uma frutinha maravilhosa. Seu sabor silvestre atiça qualquer sentido.

Print Friendly, PDF & Email
Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

3 Comentários

  1. Delíca de post!!!! Lindas fotos!

    Assim q encontrar as amoras por aqui, farei uma geléia, mas essa caipira… nossa! #morri 😛

  2. Gosto de fazer crostata Romana com elas, mas a caipirinha deu água na boca. OU seja, a Nonna vai amanha mesmo comprar os ingredientes. E literalmente!! OBAA!!

  3. Carolina disse:

    Dia desses cheguei na casa da minha mãe com um punhado enorme delas nas mãos. Minha avó tinha uma amoreira enorme em casa, passava o ano todo esperando pela época das “amorinhas”. Achava o máximo comer aquelas “bolotinhas roxas”.
    Olhar essas fotos deu mais saudade ainda.
    É claro que na época nem pensava em caipirinha, tinha uns 4 anos… mas que essa idéia de caipirinha está tentadora, ah, isso está!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: