Bar do Edmundo – O Rei do Buchinho à Milanesa

Home / O Oba visitou! / Bares / Bar do Edmundo – O Rei do Buchinho à Milanesa

Poucos bares conseguem a proeza de virarem referência em uma cidade. Alguns viram pela longevidade, outros pela qualidade do que serve e outros mais raros, pela união das duas condições. O Edmundo encaixa-se nesta categoria. Preste a completar 50 anos, o Bar do Edmundo tem seu nome gravado com honra na história da gastronomia da capital paranaense.

Edmundo

Edmundo Stromberg era pipoqueiro e vendedor ambulante, conhecido em todo o Bacacheri, na década de 60. Preocupado com o futuro dos dez filhos, juntou economias e adquiriu um pequeno bar localizado na Avenida Erasto Gaertner, em 1965. Sua mulher , Maria, assumiu a cozinha, fazendo com que os deliciosos quitutes que saíam dali ganhassem fama por toda cidade.

Um grande frigorífico vizinho trazia diariamente para a região dezenas de donos de açougues de Curitiba, que paravam, obrigatoriamente, no Bar do Edmundo para tomar um café.  “Um deles, o Sr. André, que vendia carnes na Água Verde, nos ensinou a receita de buchinho à milanesa”, conta José Edmundo Stromberg, filho dos proprietários, hoje responsável pelo bar.

Buchinho à Milanesa do Edmundo

Buchinho à Milanesa do Edmundo

Incorporada ao cardápio, a iguaria se tornou um sucesso imediato. “Eu lembro do ano de 1968, eu tinha 12 anos, quando juntavam pequenas multidões em frente ao bar para disputar uma porção de buchinho. Pratos prontos eram passados rapidamente de mão em mão, sobre as cabeças, para alcançar aos que estavam mais longe na calçada e atender a todos”, lembra José.

O bar começando a encher

O bar começando a encher

Quarenta anos depois, o bar duplicou de tamanho, mas o sucesso se mantém e o Edmundo vende em média 450 quilos de bucho por mês, feitos a maneira tradicional. Os atuais responsáveis pelo bar José Edmundo e Jarbas, seu irmão, supervisionam a cozinha de perto . “Aprendemos a cozinhar com nossos pais. Na infância, cada criança tinha sua tarefa. Eu descascava camarões e fazia espetinhos”, conta José.

Ir ao Edmundo é sempre sinônimo de satisfação. Conheço o bar desde que ele era quase uma sala ou lembrando uma garagem na avenida principal do bairro do Bacacheri, aqui em Curitiba. Sempre era difícil conseguir uma mesinha caso não chegasse cedo. Com todas as reformas, isto não mudou. Para conseguir lugar, quase abri o bar neste dia que estive. Hoje, além da antiga sede reformulada, o Edmundo conta com outra casa, na mesma região.

O cantinho onde o Edmundo começou

O cantinho onde o Edmundo começou

O cardápio do Edmundo é bastante extenso, com petiscos para agradar a gregos e troianos. Não é apenas o Buchinho à Milanesa que cativa os clientes. Para mim, o melhor Cascudinho Frito (um peixinho delicioso de água doce) que conheço em Curitiba, encontro lá. Para quem é fã de frutos do mar, o Edmundo oferece porções para ninguém se arrepender.

Cascudinho frito - Bom demais da conta

Cascudinho frito – Bom demais da conta

Os frutos do mar, aliás, também continuam sendo referências no cardápio do Edmundo. São saborosas porções, espetinhos e bolinhos, imbatíveis no quesito qualidade. Há dez anos, um novo prato foi incorporado ao menu e também se tornou preferência de muitos clientes: é o caldo de mocotó/ dobradinha, servido exclusivamente nos meses mais frios do ano.

Outra característica conservada durante as quatro décadas é a informalidade. Todos se sentem à vontade entre paredes de azulejos, antigas mesas de madeira e garçons amigos, que geralmente chamam clientes pelo nome.

Para reforçar o que reproduzi acima, no dia em que estive lá a chuva caía sem parar em Curitiba. Eu estava tentando fotografar a placa do bar, quando um senhor saiu com 3 marmitas e com uma sombrinha florida. Olhou-me de passagem e falou: “Pode olhar, mas é melhor que se molhar…”. E saiu sorrindo, feliz com a comida que estava levando para casa. Assim é o Bar do Edmundo.

Fonte das referências: Site do Bar do Edmundo

BAR DO EDMUNDO

Avenida Erasto Gaertner, 1764 – Bacacheri, Curitiba – PR, 82515-00

Telefone:(41) 3257-2407

Rua México, 86 (Esquina com Rua Uruguai)

Telefone: (41) 3356 3886

Aberto de terça à sábado das 18:00 até 00:00hs.

 

 

Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.
Comentário
  • Fatinha
    reply

    Mudei de Cidade porém sempre que estou em Ctba tenho que passar para comer o bucho. Super indico.

Comente