Vinhos de Sobremesa

Batatas e Ovos
19 de fevereiro de 2009
Restaurante Pasárgada
21 de fevereiro de 2009
Mostrar todos

Vinhos – por Luis Felipe de Moraes

                                                                    Vinhos de Sobremesa

Olá pessoal esta semana vamos falar de um tipo de vinho ainda um pouco desconhecido da maioria: os vinhos de sobremesa.

Existe uma categoria de vinhos que são chamados de Vinhos Doces Naturais (Vin Doux Naturels) que são vinhos naturalmente adocicados, favor não confundi-los com aqueles vinhos de garrafão tipificados como “suave”. Estes vinhos são especiais e existem diversas maneiras de serem elaborados e são comumente utilizados como acompanhamento da sobremesa ou como a sobremesa em si.

download-241

Os vinhos de sobremesa mais comuns são os de “Colheita Tardia” ou comumente escrito nas garrafas em inglês Late Harvest , são elaborados com uvas excessivamente maduras para produzir um vinho seco tradicional, ou seja os produtores intencionalmente deixam a uva ficar super-maturada nas parreiras, acumulando assim açúcar natural (frutose) e quando as vinificam propositalmente não deixam que todo esse açúcar seja convertido em álcool mantendo assim uma doçura natural. São vinhos normalmente brancos, elaborados com Sauvignon Blanc ou Semillon na maioria das vezes, que possuem uma coloração dourada que lembram toques de mel e frutas brancas em maduras no nariz e na boca além de untuosos e macios possuem uma acidez que não deixa o adocicado ficar enjoativo.

 

Temos também os vinhos de sobremesa conhecidos como “botrytisados” que são vinhos elaborados com uvas que além de super-maturarem nas parreiras também são atacados por um fungo chamado “Botrytis Cinerea”,  daí o nome “botrytisado”, esse fungo também é conhecido na França por podridão nobre, pois é uma podridão que não afeta a saúde humana.

download-251

Mas o que acontece de fato é que além da uva estar super-maturada esse fungo quando ataca rompe a casca da uva e absorve somente a água ali presente concentrando ainda mais a uva. Os vinhos que são elaborados com essas uvas são muito mais complexos e “generosos” que os somente de colheita tardia. Sua elaboração é muito meticulosa, pois para elaborar um com vinho “botrytisado” são colhidas as uvas uma a uma e essa colheita pode durar semanas. O vinho mais famoso dessa categoria são produzidos na região francesa de Sauternes e o mais famoso dos Sauternes chama-se Chateau D´Yquem que pode custar uma verdadeira fortuna nos melhores anos. Mas existem sauternes mais baratos que o Chateau D´Yquem como por exemplo o Chateau Cantegril,  Chateau Rieussec, Chateau Doise Daëne, que valem a pena prova-los. Existe também vinhos produzidos por esse método na Hungria, os famosos Tokayi, que são espetaculares vinhos, e podemos destacar também os produzidos na região de Monbazillac que situa-se logo abaixo as região de sauternes e são um verdadeiro custo-benefício em relação a vinhos de sobremesa, mas infelizmente pouco encontrados no Brasil.

 VinExistem também os vinhos de sobremesa elaborados pelo método “passito” muito comum na Itália, consiste em quando o agricultor colhe as uvas ele as dispõe em estantes de bambu, normalmente no sótão das adegas, e as deixa secando a sombra por até três meses, para que evaporem a água presente e se tornem uvas passas. Os vinhos são então elaborados com essas uvas passificadas que possuem pouquíssimo suco, mas de uma concentração enorme. Os mais famosos vinhos elaborados por esse método são os Vin Santo de Chianti, elaborados na Toscana são de uma cor dourada escura, com aromas únicos de tostados, mel, especiarias e corpo bem concentrado, são elaborados a partir das uvas Trebbiano Toscano e Malvasia e um dos principais produtores é o famoso Piero Antinori que elabora um Vin Santo magnífico. E os vinhos Recioto della Valpolicella elaborados no Veneto que são vinhos tintos elaborados com as mesmas uvas do Valpolicella tradicional, Corvina, Rondinella e Molinara. Esse vinho tinto doce natural possui um corpo magnífico, que tinge os dentes de roxo, tem sabor intenso, muito prolongado e que lembram claramente as uvas passas das quais ele surgiu. Os principais produtores do Reciotto della Valpolicella são: Bertani, Masi, I Castei, Zenato, Tenuta Sant´Antonio.

 E por último vamos falar dos Vinhos Fortificados que também são comumente utilizados para a sobremesa ou para a companhia desta. São eles os Vinhos do Porto, o Vinho Madeira, o Jerez, mas que ficam para a semana que vem, pois esses vinhos merecem atenção especial.

Luis Felipe de Moraes

Sommelier – Restaurante Madero – Balneário Camboriú – SC

sommelier.felipe@yahoo.com.br


Print Friendly, PDF & Email
Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

3 Comentários

  1. Fico feliz de ver que ainda tem meus textos!!!! Saúde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.