Um roteiro de azeites, história e cultura pelo Alentejo, em Portugal

Oster inicia vendas de nova geração de liquidificadores
25 de maio de 2015
Pasta de Arenque Defumado
26 de maio de 2015
Mostrar todos

No centro-sul de Portugal, um roteiro que contempla olivais, construções milenares e belas paisagens.

fonte_servidor_web_da_turismo_do_alentejo_ert_e_da_agencia_regional_de_promocao_turistica_do_www.visitalentejo.pt.__(4)

O Alentejo, com suas planícies, cidades medievais e olivais que produzem alguns dos melhores azeites do mundo, se torna uma região irresistível para os turistas amantes de história que pretendem descobrir o interior de Portugal. São mais de 50 municípios, dos quais muitos são pequenas vilas ou distritos, próximos entre si.  Alugar um carro é a maneira mais fácil para conhecer e aproveitar uma das mais belas regiões do país, o visual revela paisagens que mais parecem pôsteres.

Os primeiros povos a habitar a região teriam sido os Godos e os Celtas, instalados em Elvas, quarta cidade mais populosa e classificada como Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, devido suas famosas muralhas. No Alentejo destacam-se também Évora, a mais povoada com aproximadamente 50 mil habitantes, e que teve o seu centro histórico reconhecido pela UNESCO como Patrimônio Mundial. Em seguida está Santarém, que remete à mitologia greco-romana, visto que foi habitada por Fenícios, Gregos e Cartagineses, e Beja, conhecida pelo Castelo de Beja e seus olivais localizados nos campos em seu entorno. Estamos falando da região dos aromas do campo. Nas terras do Alentejo são produzidas ervas de cheiro, utilizadas no tempero de peixes, mariscos e outros pratos regionais, que se acompanham com os excelentes e famosos vinhos portugueses.

fonte_servidor_web_da_turismo_do_alentejo_ert_e_da_agencia_regional_de_promocao_turistica_do_www.visitalentejo.pt.__(6)

Castelos, dezenas de museus, templos como o de Diana, igrejas como a de São Francisco e a célebre Capela dos Ossos, ou ainda as catedrais, que marcam a memória e identidade do passado espalhadas por todo Alentejo, contrastam com pequenas praias e a vista paradisíacas das planícies. Na região de Beja, mais precisamente no distrito de Ferreira do Alentejo, está localizada a maior plantação de oliveiras do mundo, no Lagar do Marmelo, que possui cerca de 10 mil hectares.

olivais_credito_divulgacao

É dessas oliveiras que saem as azeitonas utilizadas na produção da famosa marca de azeites Andorinha, que já conquistou os prêmios mais importantes do setor e exporta produtos para todo Brasil. O clima temperado do Alentejo, com características mediterrâneas e continentais, é propício para plantação das oliveiras, já que tem verões quentes e secos e invernos húmidos e frios. A melhor época para visitar os olivais é entre os meses de outubro e janeiro, período da colheita. O Lagar do Marmelo recebe turistas para visitas monitoradas gratuitamente durante todo ano. O passeio inclui a visita à fábrica, onde são produzidos os azeites, e também um percurso pelo olival, onde poderão conhecer de perto os frutos que dão origem aos azeites da marca. As visitas acontecem às sextas-feiras em dois horários, das 11h às 13h ou das 14h às 17h. Para demais dias e horários é necessário que haja agendamento prévio pelo telefone +351 214 129 334. Mais informações estão disponíveis no site oficial da marca www.azeiteandorinha.com.br.

olivais_credito_divulgacao_(2)

Print Friendly, PDF & Email
Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: