Johnnie Walker

Família (quase) completa!

Ter em casa todos, ou quase todos os tipos de um dos uísques mais famosos do mundo é uma honra.

A JOHNNIE WALKER tem uma história de determinação que se estende por três gerações de uma família. Cada geração compartilhou da mesma paixão pela fabricação e destilação do uísque. Johnnie era filho do fazendeiro, Alexander Walker, que morreu em 1819, e o rapaz, então com 14 anos, considerado muito novo para continuar tocando a fazenda da família.

Com a venda da fazenda, que rendeu exatamente £537.15, John abriu uma pequena mercearia em 1820 na cidade de Kilmarnock, localizada no oeste da Escócia, investindo £417 no novo negócio. O pequeno estabelecimento comercializava chás, vinhos, bebidas e comidas secas, começando a desenvolver uma clientela de alta reputação.

Enquanto isso, o mercado de uísque estava mudando no mundo inteiro. As destilarias, muitas delas ilícitas, começaram a se profissionalizar e ele enxergou uma grande oportunidade de ingressar nesse ramo de atividade, começando a destilar seu próprio uísque em 1825, como uma maneira de oferecer a seus clientes um produto único e consistente. 

Assim começa a história de um dos uísques mais conhecidos no mundo. Utilizando toda sua habilidade, iniciou a produção, vendendo o produto para seus clientes, que logo começaram a exigir um nome para o uísque. Foi neste momento que o uísque ganhou o nome de JOHNNIE WALKER. Em 1857, o filho de John, Alexander, assumiu os negócios da família com a morte de seu pai, e continuou desenvolvendo a empresa. Pouco depois, em 1860, foi criada a tradicional garrafa quadrada da marca. 

Em 1865 surgiu o percussor do atual Black Label chamado Walker Old Highland Whisky, mediante a combinação de aproximadamente 40 dos melhores maltes e uísques de grãos escoceses, envelhecidos por, no mínimo, 12 anos. Pouco depois, em 1867, foi criado o tradicional rótulo inclinado, colocado na garrafa a um ângulo de precisamente 24º, muito parecido com o atual utilizado pelo uísque Black Label. 

Em 1876, ele conseguiu registrar como marca, o modelo da tradicional garrafa quadrada, e as cores preto e ouro das escritas de seu rótulo.

O resto da história dá para imaginar. De lá para cá, a marca Johnnie Walker passou a ser sinônimo de uísque de rara qualidade. Garrafas com rótulos coloridos tornaram-se ícones de admiradores de bons uísques. Desde o vermelho (8 anos), passando pelo preto (12 anos), verde (15 anos), ouro (18 anos), até chegar ao Top de Linha, Blue Label (21 anos), a Johnnie Walker dá um banho de qualidade.

O famoso ícone da marca JOHNNIE WALKER, chamado de Striding Man, ou andarilho, foi criado em 1908, na mesa de um restaurante. George e Alexander II, netos de John Walker, saíram para almoçar com um cartunista chamado Tom Browne, pedindo a ele que criasse um símbolo para representar a marca.

No verso do cardápio do restaurante, o cartunista esboçou o Striding Man, que acabou sendo utilizado em anúncios natalinos já naquele mesmo ano. A tradicional figura, com chapéu de pele de castor, túnica vermelha, calça branca botas de montaria, e monóculo inquisitor, representava com elegância o progresso, pioneirismo e a saga da família Walker. 

Fonte: http://mundodasmarcas.blogspot.com.br

Quando disse que estava com a família “quase” completa, o que falta para completar a coleção é o Swing, um uísque envelhecido 15 anos e com uma garrafa que foge das usuais da Johnnie Walker, além de outras edições comemorativas.

Johnnie Walker é um uísque espetacular em qualquer idade. Conheço muita gente que prefere o Red Label aos outros mais envelhecidos. Mas, com um trio destes acima, vale a pena usar “gelo do Himalaia”, como diz minha querida amiga mineira Maristela Rocha.

O Blue Label ainda está no plástico, só te esperando Maristela. O gelo, você traz.

Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: