Não sei vocês, mas a gente por aqui adora ficar pela cozinha e tá sempre procurando melhorar algum detalhe, e mesmo quando é pra escolher os revestimentos para cozinhas, não tem como não ficar analisando cada possibilidade, e no mercado existem muitas!

É importante pensar em que área vai ficar o revestimento (quem nunca se apaixonou por um acabamento e descobriu que ele não ia ficar bem onde escolhemos?), na limpeza e nos cuidados que cada tipo de revestimento exige.

Por isso separamos aqui algumas dicas de revestimentos para cozinhas:

1) Limpeza dos revestimentos

É importante sempre ter em mente que na cozinha, por mais cuidadosos que sejamos, sempre é uma área propensa a maiores problemas com a limpeza dos revestimentos.

Verifique as instruções e recomendações de uso do fabricante do revestimento para garantir que a limpeza não irá danificar o revestimento.

Em um lavabo podemos ser mais ousados e escolher materiais que não sejam tão resistentes a limpeza, mas cozinha, por melhor que seja sua coifa, sempre terá que ser um material mais lavável.

2) Cores e Padrões dos revestimentos

Se optar por armários brancos, é possível brincar um pouco mais com as cores e os padrões dos revestimentos, pois não haverá conflito de informações.

Porém, se optar por tons madeirados ou outros padrões de móveis com mais estampas, é preciso escolher com mais cautela a cor e o padrão do revestimento, para evitar que um “apague o brilho” do outro, a não ser que seja essa a sua intenção

As áreas entre os balcões e os armários são interessantes de serem exploradas para o uso de algum acabamento diferenciado.

3) Tipos de Revestimentos

Aqui dá pra se perder na quantidade de tipos de revestimentos e na variedade de revestimentos diferentes:

3.1 Cerâmica

O revestimento com cerâmica é o mais conhecido e amplamente usado aqui no Brasil, geralmente reveste do piso ao teto na maioria das casas de todo o país.

A limpeza é fácil e só é preciso ter cuidado para escolher um piso com PEI entre 3 e 4 para garantir que o mesmo suporte o tráfego de pessoas e o peso sem sofrer maiores desgastes, tricas ou lascas.

3.2 Pedras

Normalmente associados com as fachadas de casas, pode ser também utilizado na área interna, e na cozinha colabora para criar cozinhas com estilo rústico.

Também estão aparecendo com maior frequência em cozinhas gourmet e espaços de churrasqueiras, tanto internas quanto ao ar livre.

É um material que exige baixa manutenção porém é necessário encontrar mão de obra específica para este revestimento.

3.3 Pastilhas

Aqui o universo de possibilidades é muito grande: há diversos tipos de pastilhas e um leque de cores maravilhoso para se trabalhar.

Vamos aos tipos de pastilhas:

    • Pastilhas de Vidro
    • Pastilhas de Cerâmica
    • Pastilhas de Coco
    • Pastilhas de Inox

As pastilhas de vidro e cerâmica apresentam uma diversidade de cores muito ampla e são as mais utilizadas no mercado atualmente. Permitem uma boa limpeza da superfície e tem aplicação fácil de ser feita.

Por outro lado, para quem busca personalização e resultados mais sofisticados pode optar por pastilhas de inox que permitem boa limpeza e agregam muito estilo a sua cozinha.

As pastilhas de coco, além do seu aspecto ecológico, por serem feitas com resíduos da casca do coco, trazem um pouco mais de aspecto rústico e da própria natureza em si. Porém, sua limpeza é mais delicada, e deve ser usado em locais que elas não sejam expostas diretamente a gordura ou água.

Além dos tipos, mais conhecidos, também temos: granito, porcelanato, revestimentos com texturas, cimento queimado, papel de parede e acabamentos artificiais que imitam pedras e outros materiais.

Independente da escolha, o importante é garantir que sua casa fique como você deseja, refletindo sua personalidade e de todos que moram com você.

Lembre-se também que não dá para olhar o lado estético da escolha, pensar se será prático e se conseguirá dar o acabamento correto é fundamental.

Contem pra gente o que vocês escolheram para sua cozinha e também comentem se deixamos de comentar algo importante.

 

Carolina Figueiredo

Sócia do Oba Gastronomia desde que veio aqui procurar informações sobre um restaurante da cidade e virou amiga do Orlando Baumel. Sou mãe, webdesigner e divagante, amo boa música, bons pratos e uma boa risada.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu