Quando o assunto é a Confeitaria Curitibana, pode saber que vem textão pela frente. Já estive lá um ano atrás, depois de uma longa espera por uma tarde de sol em um mês mega chuvoso.

Então, quando o dia está bonito, sempre tenho certeza que é um dos lugares mais lindos para se estar aqui em Curitiba, certeza de belas imagens e momentos incríveis.

Pensando nesses momentos incríveis e reforçando a experiência como parte do charme de ir até a Confeitaria Curitiba, a casa agora conta com o barista Regival Miranda que desenvolveu cafés autorais para a casa. Como é um processo desenvolvido por ele, esses cafés só são servidos quando ele está na Confeitaria, vale consultar antes de ir!

Como sou movida à café, tirei a tarde para experimentar as especialidades da casa:

Café do Barista – Confetaria Curitibana

 

Café do Barista

O café tem xarope de gengibre na receita e é adoçado com mel. Muito interessante a mistura e os aromas que esse café traz. Eu sou apaixonada por essa xícara e já pediria esse café só pelo charme da apresentação. O gengibre, por ser adicionado durante a filtragem, traz um sabor totalmente inesperado e muito atraente. Fiquei com vontade de reproduzir a receita em casa.

 

Kaiser Melange

Quando a xícara chega da mesa, você irá mergulhar num delicioso aroma de anis e depois saborear um café com gema de ovo batida com mel, que forma um creme interessante junto com o café. Este é um pouco mais doce, recomendo para quem está acostumado a tomar café adoçado.

Mas fiquem tranquilos, se por acaso o barista não estiver na casa, você ainda tem opções bem exóticas para experimentar:

Marrochino di Alba

Aqui uma lição de história em formato de xícara: aquele creme de avelã que adoramos tem sua receita original produzida na cidade de Alba. Então já sabe né? café com creme e xarope de avelã. E o café é incrivelmente bem equilibrado! Fiquei com receio que o xarope mais o creme deixassem o café muito doce, mas ficou muito agradável.

Touba

Touba – Confeitaria Curitibana

 

Lembra que eu falei do exótico não é mesmo? Pra quem quer tomar um café super diferente, aposte no Touba, sem dúvida nenhuma foi um dos cafés mais inesperados da tarde. Café do Senegal com xarope de pimenta e pimenta moída na hora. Aqui um aviso: só tome se você gosta e é tolerante com pimentas, elas se fazem presentes sim, não é só uma “lembrança de pimenta”.

Aqui uma ressalva de foto: foi tão inesperado que quando chegou eu não resisti em provar primeiro antes de tirar a foto… Desculpem, mas ele chega bonitinho na mesa, podem ficar tranquilos.

E como estamos no verão, na onda dos cafés gelados, recomendo que experimentem esse aqui:

Eiskaffee

Eiskaffee – Confeitaria Curitibana

Sim, café no topo da cidade! E este aqui é outro destaque interessante. Sorvete de creme, café expresso, chantilly e gotas de chocolate belga. Já sabe né? pode cair de colher, tomar de gole… escolha a forma que mais te agradar, o sabor é certo e será uma boa pedida para um fim de tarde de calor.

Mas Carol, você não disse que era uma Confeitaria?

Sim! eu vou mostrar o lanche da tarde também. Eu não sou muito de doces, então vou primeiro de salgados:

Linguicinha Blumenau gratinada no queijo com uma massinha maravilhosa e cebola caramelizada no shoyo. Quando tem Linguiça Blumenau e queijo na mesma frase a gente já sabe que tem tudo pra ser muito bom, não é mesmo? Aqui não ia ser diferente! Recomendo sem pensar duas vezes!

Pra quem curte uma opção mais tradicional, vá com tudo nesse croissant, sequinho e crocante como deve ser!

Notaram aquela luz a mais na foto? Sim, a tarde estava com sol bem escondido, sem querer muita conversa, quase com cara que ia chover, mas então, olha quem apareceu?

 

Ele foi saindo timidamente de trás das nuvens e a confeitaria toda se tingiu de dourado num fim de tarde incrível!

Daqueles momentos pra você pedir aquela pessoa especial em namoro, pra tomar aquele drink com alguém que você goste. Certamente estar na confeitaria nesta hora é daqueles momentos pra não esquecer, garanto.

Ah Carol, mas eu gosto de doces! Não esqueci de vocês não! Além dos doces delíciosos que já mostramos no outro post sobre a Confeitaria Curitibana (se você ainda não leu, corre lá!) a novidade é a sobremesa homenageando a Praça do Japão:

2 camadas de bolo de leite, entremeadas por chocolate finamente moldado. O monumento da Tomie Ohtake é reproduzido em chocolate vermelho. Aquele gostinho de bolo de fim de tarde, com uma apresentação incrível!

Estar na Confeitaria Curitibana, no topo da cidade, na companhia de quem a gente gosta, é daqueles momentos que a gente se deve, sabe como? Que no fim, na hora de sair, você dá aquela última olhada para a cidade toda enquanto o cérebro vai gravando mais um momento pra relembrar com carinho. Se você ainda não foi, recomendo que vá. Que em 2020 você possa se permitir momentos e experiências inesquecíveis, e como eu sempre digo: com boa comida, boa bebida e excelentes pessoas para compartilhar.

Depois que você visitar, conta pra gente o que achou!

 

Carolina Figueiredo

Sócia do Oba Gastronomia desde que veio aqui procurar informações sobre um restaurante da cidade e virou amiga do Orlando Baumel. Sou mãe, webdesigner e divagante, amo boa música, bons pratos e uma boa risada.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu