Os ingredientes que tornam a gastronomia do Alentejo única

Maior região de Portugal aposta nos itens produzidos localmente para suas iguarias

O Alentejo, maior região de Portugal, conquista viajantes não só com suas paisagens incríveis, vinhos deliciosos e excelentes hotéis, mas também com sua saborosa gastronomia. Com uma herança milenar e combinações surpreendentes, os pratos alentejanos são uma boa mudança para quem está acostumado com o tradicional arroz e feijão brasileiro.

Isso acontece porque a culinária alentejana é intimamente ligada aos ingredientes que a natureza oferece. Enquanto no Brasil a carne de gado é a mais consumida, por exemplo, por lá a carne mais popular é a do porco alentejano, criado pelos produtores locais. Sua particularidade é que ele é alimentado com frutos de azinheiras, conhecidos como bolotas. Por isso, sua carne é comprovadamente mais saudável que a do porco tradicional, com menos gordura, calorias e colesterol, e possui um sabor incrível.

Além do porco, os alentejanos consomem muito as chamadas carnes de caça, como veado, lebre ou perdiz. Completando os pratos de carne estão os peixes e frutos do mar, mais populares no litoral da região.

Depois, há outros ingredientes que marcam os sabores do Alentejo, a começar pelo azeite de oliva. Existem inúmeros olivais espalhados pelo território alentejano, que produzem azeites de altíssima qualidade. Não é à toa que o olivoturismo é forte na região: viajantes podem visitar as propriedades produtoras, aprender sobre as oliveiras, a extração do azeite e seus tipos e até fazer degustações.

Sopa de Cação

Para incrementar os pratos, os alentejanos apostam nos temperos que vêm da terra, como coentro, hortelã, hortelãzinho, orégano, louro, salsa e outras ervas aromáticas, complementadas com cebola e alho.

São esses ingredientes que dão origem a iguarias de dar água na boca, tais como a açorda alentejana, o ensopado de cordeiro, a sopa de cação, as empadas de galinha, as migas, o javali estufado e o lombo de porco.

Vale lembrar também os itens que tornam as refeições ainda melhores. Se no Brasil nunca pode faltar arroz e feijão, por exemplo, no Alentejo todas as refeições contam com o pão típico da região, rústico, caseiro e extremamente apetitoso, com casca grossa e miolo denso.

Por fim, há dois itens que não podem ficar de fora quando se fala de gastronomia do Alentejo: são os queijos e os embutidos produzidos por lá, perfeitos como aperitivos para saborear um bom vinho local. Os queijos mais conhecidos são o Serpa, o Nisa e o Évora, feitos com leite de ovelha, todos Denominação de Origem Protegida. Os embutidos, chamados de “enchidos” pelos alentejanos, também têm modo de preparo artesanal.

Lisiele Dieterich Horn

Sou uma aventureira das artes, curiosa por história e lugares. Já morei na Alemanha, onde pude explorar o gosto por viagens e tudo que a envolve: boa comida, bons vinhos e lugares que instigam a nossa imaginação. Sempre explorando o universo gluten-free, e adaptando minha jornada a este novo ingrediente da vida.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.