Uma pausa para descobrir os segredos da Vindima Uruguaia

Cortar a videira, pisar as uvas com os pés, degustar vinhos, contemplar a paisagem, almoçar acompanhado de música ou jantar sob a lua são as propostas da vindima uruguaia, que começou em fevereiro e continua durante março nas vinícolas do país. Desse modo as bodegas apresentam os segredos da arte e o processo da elaboração dos vinhos aos seus visitantes.

Começa a época da colheita das uvas no Uruguai, mais conhecida como “Vendimia”, realizada em diversas localidades em meados de fevereiro até metade de março. A “Fiesta de La Vendimia” é uma genuína expressão patrimonial onde se revive o encanto das tradições locais e regionais relacionadas aos migrantes e a produção vitícola e vinícola.

Várias bodegas nesse período abrem suas portas e realizam celebrações com grande alegria e sentimento de identidade, despertando o interesso dos visitantes que se aproximam para conhecer e desfrutar desse patrimônio vivo. Desde coletar as uvas, pisá-las, reunir-se com os segredos da elaboração dos vinhos e lógico degustá-los até conhecer sua composição junto a um petisco, almoço ou jantar são algumas das propostas.

O fundamental no momento da colheita é que o fruto tenha alcançado o grau perfeito de maturação, isso significa que os açucares e os ácidos da fruta alcançaram o valor ótimo para o tipo de vinho que se deseja produzir. Somente dessa maneira pode-se garantir o sucesso de todo o processo posterior.

Os diferentes passos no processo da elaboração determinarão o tipo de final de vinho, mas a magia e a começam no vinhedo.

DIVERSIDADE DO TERROIR

A vindima possui uma longa tradição cultural com diferentes zonas vinícolas, cada uma delas com seu reconhecido “terroir”, que assegura a diversidade inconfundível e irreproduzível dos vinhos uruguaios, devido principalmente ao entorno natural e humano do qual provêm. Nessa linha pode-se descobrir 5 regiões com sabores únicos para desfrutar:

– Litorâneo e banhado pelo Rio Uruguai, onde se encontram as bodegas de Salto, Paysandu e Soriano.

– Sobre as nascentes do Rio da Prata onde suas águas convergem com a dos Rios Uruguai e Paraná se destacam as vinícolas de Colônia.

– O Rio da Prata entrega seu toque aos vinhedos e bodegas de San José, Montevidéu e Canelones.

– Influenciadas pelo Oceano Atlântico estão as bodegas e vinhedos de Maldonado.

– Ao norte do país, as bodegas e vinhedos de Rivera.

UM DELEITE DE PROGRAMAÇÃO

O visitantes não poderão perder o dia 21 de março. Data em que acontece a “Fiesta Nacional de La Vendimia”, que se realizará pela primeira vez em Montevidéu, a partir das 19h no Velódromo Municipal. Sob a assinatura de “Descubrí la vendimia” toda a família contará com diversas atividades recreativas alusivas ao tema da colheita.

Participarão diversas vinícolas, as quais oferecerão aos maiores de 18 anos degustações de vinhos uruguaios, além de diferentes tipos de uvas e sucos de uva. Por sua vez, o público poderá desfrutar de uma praça de alimentação, jogos e espetáculos artísticos.

Além disso, acontecerá a premiação do Representante Nacional da Vindima 2020, entre os aspirantes regionais. Essa distinção premia o conhecimento e o amor pela uva e o vinho.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu