Um roteiro de praias e experiências para descobrir as delícias de Itacaré e conhecer as casas e bangalôs do Txai Vilas do Sul, lançamento da Develop Brasil no Sul da Bahia

A Costa do Cacau é o destino dos sonhos para quem quer escapar de grandes badalações e apreciar o mar. Itacaré, a uma hora de Ilhéus, é a mini capital desse pedaço privilegiado do litoral baiano. O município, na foz do Rio das Contas, guarda um casario bonito e um centrinho vibrante, cheio de bares e restaurantes.

O Txai Resort Itacaré, na praia de Itacarezinho (mais afastada do centro) reina na região como um dos resorts mais sofisticados e bem localizados. O hotel ocupa 92 hectares em meio à uma área de proteção ambiental e na rota da passagem de baleias, golfinhos e tartarugas marinhas. Sua estrutura oferece 38 bangalôs, seis piscinas, dois bares e uma ampla estrutura de lazer, com quadras de tênis e trilhas.

De praia em praia

Itacarezinho, apesar do diminutivo, é uma praia extensa. Afastada do centro, tem um trecho tranquilo reservado aos hóspedes e visitantes do resort. Ela integra o famoso roteiro das 4 praias, que inclui Engenhoca, Havaizinho e Camboinha. São uma em seguida da outra. Podem ser visitadas em apenas um dia, mas bom mesmo é aproveitar uma por uma, sem pressa.

Engenhoca, a primeira da trilha, tem altas ondas e atrai surfistas. O riozinho que passa em frente ao mar é um diferencial de água doce na paisagem. A vizinha Havaizinho é mesmo pequena, além de bonita e quase sempre vazia. Tem algumas cabanas e um mirante gramado para ver o pôr-do-sol.

A seguir, Camboinha é ainda menor e mais deserta. Tem ângulos lindos para fotografar até chegar a Itacarezinho. Pela trilha, o cartão-postal pode ser vista do alto: mar cristalino, areia branca e coqueiros. Além das praias, o roteiro pode incluir uma esticada à cachoeira do Tijuípe. Já o encontro entre o Rio Tijuípe com o mar também garante boas recordações.

A praia de Jeribucaçu, por sua vez, demanda um dia inteiro só para ela. O acesso é por uma trilha de cerca de duas horas, passando pela Cachoeira da Usina e um trecho de mangue. Basta colocar os pés no mar para sentir que a caminhada vale a pena.

Experiências extraordinárias

Outro diferencial é a possibilidade de conhecer como funciona um projeto social em prol da preservação ambiental. O Txaitaruga, mantido pelo Txai Resort, já cuidou de mais de 60 mil tartaruguinhas e permite a adoção de um ninho delas por hóspedes e não- hóspedes.

Os amantes da gastronomia não podem deixar de conhecer os também os restaurantes do resort, Orixás e Praia, que apresentam versões sofisticadas da culinária baiana, valorizando ingredientes regionais como cacau, coco, cajá, cupuaçu, dendê e frutos do mar.

Uma experiência que não pode faltar é o passeio pelas fazendas da região, como a Fazenda Vila Rosa, para saborear o cacau direto do pé e conhecer o processo de transformação do cacau em chocolate, com direito a degustação.

Txai Vilas do Sul

Mais do que visitar essa região extraordinária do Sul da Bahia, melhor ainda é ter uma casa para desfrutar das belezas de Itacaré em todas as épocas do ano. O Txai Vilas do Sul, lançamento da Develop Brasil, traz essa possibilidade, somada a proposta de unir lazer e investimento, com toda a estrutura do Txai Resort.

O empreendimento oferece 10 bangalôs de 144 m2 e 39 lotes de 1300 a 13.000 m2 para residências. Os bangalôs possuem duas suítes e dois tipos de planta, uma voltada para a área social, com uma sala mais ampla, e outra que privilegia a área íntima, com a possibilidade de criar uma suíte maior. 

Os bangalôs serão entregues equipados e decorados de acordo com o padrão do Txai Resort. As locações serão gerenciadas pela central de reservas do hotel. “Existe uma grande demanda de casamentos e celebrações no Txai, que as casas e bangalôs podem absorver”, diz Sirlene Aguiar, Gerente Comercial da Develop Brasil.

Nos lotes maiores, o proprietário pode escolher arquiteto, decorador etc. O Txai executa o projeto e administra a manutenção e as locações. O proprietário conta ainda com toda a infraestrutura e serviços do Txai, como se fosse hóspede. E ainda rentabiliza o investimento quando não estiver usando o imóvel.

Ou seja, o melhor dos mundos, com vista para o mar, charme e o apoio de um dos resorts mais sofisticados do sul da Bahia.

Lisiele Dieterich Horn

Sou uma aventureira das artes, curiosa por história e lugares. Já morei na Alemanha, onde pude explorar o gosto por viagens e tudo que a envolve: boa comida, bons vinhos e lugares que instigam a nossa imaginação. Sempre explorando o universo gluten-free, e adaptando minha jornada a este novo ingrediente da vida.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.