Chef David Mansaud ensina como harmonizar queijos e frutas

Home / E pra beber? / Bebidas / Chef David Mansaud ensina como harmonizar queijos e frutas

O CNIEL (Centro Nacional Interprofissional da Economia Leiteira) e a União Europeia, através da campanha “Abra Seu Paladar” dos Queijos da Europa, convidou David Mansaud – Chef Executivo do Belmond Copacabana Palace – para elaborar uma harmonização entre queijos europeus e frutas típicas brasileiras.

Muito se fala sobre a harmonização entre queijos e vinhos, mas existe outro importante aliado do queijo, que jamais poderá ser esquecido: as frutas. Nos países europeus que produzem esses deliciosos laticínios, uma boa mesa de queijos deve ser acompanhada por frutas. Além disso, é uma ótima opção para receber os amigos em casa e degustar essa deliciosa combinação de sabores.

É com essa ideia em mente que o CNIEL (Centro Nacional Interprofissional da Economia Leiteira) e a União Europeia, através da campanha “Abra Seu Paladar” dos Queijos da Europa, convidou David Mansaud – Chef Executivo do Belmond Copacabana Palace – para elaborar uma harmonização usando frutas brasileiras.O chef, que mora no Brasil há 5 anos, propõe algumas combinações entre os mais famosos queijos da Europa e algumas das variedades de frutas tropicais brasileiras, confira:

Queijos de massa mole e mofo branco:

De suaves a meio fortes, são cremosos e gordurosos quando feitos com leite cru. Lembram creme de leite.

Esses queijos são: Camembert, Brie, Chaource, Coulommiers, Brillatsavarin.

Harmonizam com: frutas doces, sem acidez e que têm uma ação de limpar a boca para tirar a sensação de gordura como fruta do conde, pinha, graviola, melão, pera, coco (servido em lascas), caqui, mamão, perinha do cerrado, jambo, maçã verde ou goden.

Bruschetta de Camembert e Maçã

Queijos de massa mole e crosta lavada:

Geralmente são queijos com crosta com cheiro forte, mas com interior mais suave e bem cremoso. São excelentes para ir ao forno.

Esses queijos são: Époisses, Livarot, Maroilles, Mont d’or, Taleggio, Pontl’éveque, Munster.

Harmonizam com: frutas doces até muito doces, com gosto típico e sem muita acidez como a uva vermelha, jabuticaba, grumixama, pêssego, manga rosa, figo, lichia.

 

Queijo Maroilles

Queijos curados:

Geralmente são queijos cozidos com gosto suave e meio suave, bom para preparação de pratos gratinados e harmonizam bem com raízes e legumes suaves.

Esses queijos são: Abondance, Beaufort, Emmental, Gruyere, Comté, Parmesão.

Harmonizam com: frutas gordurosos, até com gosto defumado como avocado, pitanga, castanhas brasileiras, uvas verdes, jaca, cacau.

Queijos azuis:

Geralmente esses queijos são de meio fortes a fortes e salgados. Podem ser cremosos até de textura mais dura.

Esses queijos são: Gorgonzola, Bleu d’Auvergne, Roquefort, Bleudes Causses, Fourme d’Ambert.

Harmonizam com: frutas muito doces e frutas secas como pera, figo, banana, ameixa seca, goiaba, mamão, jaca, castanhas secas, buriti.

 

Queijo Fourme d Ambert

Sobre o Chef David Mansaud

David Mansaud –francês, atualmente é o chef executivo do Belmond Copacabana Palace no Rio de Janeiro. Ele também trabalha em colaboração com o grupo Alain Ducasse em pesquisa sobre produtos alimentícios na América do sul.

Sobre o CNIEL

O CNIEL, Centro Nacional Interprofissional da Economia Leiteira foi criado em 1973 por produtores e processadores de leite. Seus principais objetivos são facilitar as relações entre ambos e promover uma imagem positiva do leite e produtos lácteos.

Após quatro anos de presença no Brasil com diversas ações, o CNIEL promove atualmente junto com a União Europeia a campanha “Abra Seu Paladar”, dos queijos da Europa com o intuito de intensificar o consumo de queijos nos hábitos alimentares dos brasileiros.

Orlando Baumel
Orlando Baumel
Chef de Cozinha, músico e sócio do site junto com a Carol. Casado, pai de 3 lindas garotas.

Comente